Artigos

Como anda o mundo das finanças

01/08/2011 - 19h50


As novidades do mercado não têm sido boas. Muita gente faz consulta para saber se o dolar ainda vai cair mais, ou se já estaria em um ponto de compra aceitável... como vamos saber? Parece que este patamar de 1,50 pode oferecer algum suporte na paridade com nosso valorizado real.



A economia dos EUA continua fora dos eixos... faz tempo que "fabricam" dinheiro (sem lastro?). Em épocas passadas, para cada dolar impresso havia uma quantidade de ouro reservada para cobrir tais emissões. Hoje é tudo baseado no PIB (no caso deles, o GPD). O presidente Obama permanece empenhado na busca pela recuperação do país, mas encontra sérias resistências na parcela republicana do congresso. Finalmente aprovaram uma elevação no teto da dívida. Lembra aquela estória do "gato que subiu no telhado"!

 

O país pode se endividar mais para evitar um calote nos seus títulos. Ou seja, o rombo vai aumentar para não arrebentar a corda! Mas o buraco é mais embaixo... e logo virá a manifestação das agências de rating (como se estas também não precisassem de uma reclassificação!). O dinheiro, há tempos, passou a ser uma coisa quase que "virtual". Porém, no mundo real, os dados divulgados sobre o crescimento (pífio) da indústria americana pesaram, e as bolsas mundiais reagiram negativamente.  Tudo parecia estar sob controle... e agora, muita coisa mudou?



Na Europa, o BCE decidiu ajudar financeiramente a Grécia... um alento! Mas Portugal também enfrenta problemas, e até a Itália já se mostra cambaleante... quando esta crise terá seu fim?



Se até o FMI esteve envolvido em escândalos através da figura de seu ex-presidente tarado, DSK!



No Brasil o crédito farto às classes mais baixas - aliado aos juros elevados - deve afetar o volume de inadimplências no curto/médio prazo, e a nossa bolsa vai procurando seu fundo. Pode estar em torno dos 58k... mas ninguém garante que vai ser o derradeiro (ao menos é a base do "caixote"!). Sempre podem surgir outros mais baixos... até que se configure uma reversão desta tendência atual. Apesar de todo ingresso dos recursos estrangeiros, a correlação com os índices internacionais parece falar mais alto.

 

A crise econômica era maior do que tentavam transparecer. Sustentaram artificalmente o planeta em um cenário quase que virtual... como são as coisas que se escreve na internet.



O mundo da fantasia é a Disneylandia. Aqui, os ganhos e perdas são reais! E como sempre pode acontecer o contrário... nestas horas surgem boas oportunidades! Na compra e/ou na venda!!! Basta escolher os ativos certos para negociar: juros, ações, ouro, dolar... tudo isso faz parte do mercado - e este trabalha nas duas pontas! Se é bom seguir a tendência... melhor ainda é ficar alerta para possíveis inversões de posição. O patrimônio agradece!



O mundo segue em transformação... as próximas gerações vão vivenciar uma situação diferente de tudo que presenciamos até agora. Neste aspecto vale aquela ideia que diz: mais do que deixar um planeta melhor para nossos filhos, é importante educar melhor as nossas crianças!

 

 

Seagull Trading

http://www.seagulltrading.com/