Warning: Duplicate entry '4623064' for key 1 query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '<em>Function split() is deprecated</em> em <em>/home/monitori/public_html/forum/sites/all/modules/advanced_forum/advanced_forum.module</em> na linha <em>320</em>.', 2, '', 'http://www.monitorinvestimentos.com.br/forum/?q=node/296', '', '54.224.111.99', 1531999359) in /home/monitori/public_html/forum/includes/database.mysql.inc on line 172
Elliott Waves | Interatividade

Elliott Waves

: Function split() is deprecated in /home/monitori/public_html/forum/sites/all/modules/advanced_forum/advanced_forum.module on line 320.
Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Elliott Waves

Eu já falei várias vezes que não sou bom em contar ondas que não podem ser surfadas...

Mas a teoria existe, e muita gente boa sabe como desenhar estas ondas e sub-ondas. Como não me incluo neste seleto grupo, no máximo me arrisco a dar umas rabiscadas. E o que percebo é isso: onde termina a onda B?

 


HOT USER
Posts: 197
Joined: 2009-11-04
User is offline
ELLIOTT WAVES

PETR4 a vida é uma ONDA !

mais essa aí em baixo não deixa dúvida !

... é uma definição segurando uma após a outra ...  

 

"T.H. DREAMER" MAIS A RAZÃO É DIVINA!

_

 

 

Sardinha
imagem de Sardinha
Posts: 320
Joined: 2008-06-20
User is offline
Re: Tubas ainda dominam!

Sardinhas acreditam em Elliot?

polycrav
imagem de polycrav
Posts: 2672
Joined: 2008-07-03
User is offline
Re: Re: Tubas ainda dominam!
 
Sabem nem o que é isso! rs

 

Ale
Posts: 203
Joined: 2009-02-23
User is offline
Re: Re: Re: Tubas ainda dominam!

mas a contagem dessas ondas nao parece impossivel

nem topo mais alto ou nova minima, formaria um grande caixotao

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: Re: Tubas ainda dominam!

Sei não... essa onda 1 mal parece um soluço. Uma marolinha, como dizem os políticos da situação.

Mas cada um com a sua leitura. Não confio em nada que não possa ser comprovado efetivamente.

Prefiro esperar definir o tamanho do swell para não tomar a série na cabeça. Mesmo que perca um pedaço do movimento, não fico confortável em antecipar posicionamentos mais pesados. O máximo que me habilito a fazer, a esta altura, é apropriar os ganhos auferidos, arriscar uns tirinhos curtos com pouco capital e limitadores de perdas. Nestas condições, é bom mesmo ficar de olho vivo.

Abs ^v^

Sardinha
imagem de Sardinha
Posts: 320
Joined: 2008-06-20
User is offline
Elliott

Saiu no TiB

Regras básicas e personalidade das ondas

Fact fez importante comentário no blog então um pequeno resumo:

A análise gráfica é muito mais uma arte do que uma ciência exata, já que é possível diferentes formas de avaliação e interpretação dos dados. A vantagem da Teoria das Ondas, entretanto, é que ela estabelece três regras que nunca podem ser rompidas, tirando uma boa parte da subjetividade.

Regra 1: A onda 2 nunca termina abaixo do início da onda 1
Regra 2: A onda 3 nunca é a mais curta
Regra 3: A onda 4 não pode terminar dentro da área da onda 1

Elliott destacou como fundamental a compreensão do comportamento do mercado a cada onda. Levando-se em consideração que o mercado é formado por uma massa de indivíduos, a personalidade de cada uma das ondas da seqüência de Elliott é parte integral da psicologia dessa massa, oscilando constantemente entre o pessimismo e o otimismo.

Vamos tomar por base um mercado que venha de um forte movimento de baixa e vejamos a personalidade das ondas durante o processo de mudança e estabelecimento de uma nova tendência de alta.

Onda 1: Após uma tendência de baixa é compreensivo que o principal sentimento dominante do mercado seja o medo. Ela costuma ser a mais curta das ondas de impulso e neste momento são poucos os que acreditam na mudança da direção da tendência.

Onda 2: Ela costuma devolver boa parte do avanço obtido na onda 1 (normalmente 62%). A grande característica da onda 2 é a surpresa, uma vez que o fundo desta onda permanece acima do fundo da onda 1, quebrando assim a expectativa da continuidade da baixa.

Onda 3: Ainda tomados pela surpresa da sustentação apresentada pelo fundo da onda 2, os investidores passam a ficar otimistas quanto aos fundamentos e passam decididamente a operar na compra, forçando uma rápida corrida de preços.
Todos os fundamentos parecem ficar positivos e forte alta é verificada. Esta onda costuma ser a mais longa e dinâmica nos mercados à vista.

Onda 4: Esta onda surge como uma correção da onda 3 que a precedeu. Normalmente as ondas 4 alternam-se em grau de complexidade com as ondas 2. Se a onda 2 foi simples, a 4 é complexa, e vice-versa. Corrigem normalmente 38% da onda 3 anterior e normalmente se apresentam de forma lateral, muitas vezes se apresentando em forma de triângulo.

Onda 5: Tendo finalizado a onda corretiva 4, inicia-se nova arrancada onde os preços atingem níveis máximos e começam a surgir as divergências entre os indicadores técnicos e gráfico de preços. A euforia dominante no mercado se transforma em manchetes nos jornais e revistas atraindo novos investidores não profissionais. Neste cenário alguns investidores mais ágeis iniciam processo de realização de lucros saindo do mercado. Começam a surgir os primeiros sinais de fraqueza no mercado.
 

 

Murphy
imagem de Murphy
Posts: 585
Joined: 2009-02-26
User is offline
Re: Elliott

UAHHHHH !!!!!

Acordei!

Então vamos para a quinta....hehe

 

Sardinha
imagem de Sardinha
Posts: 320
Joined: 2008-06-20
User is offline
Re: Elliott

Quem mais opinou

murphybr disse...

Por outro lado:

Onda 1: Após um tendência de alta é compreesivo que o principal sentimento dominante do mercado seja a euforia, com investment grade e tudo. Ela costuma ser a mais curta das ondas de impulso e neste momento são poucos os que acreditam na mudança de direção da tendência.

Onda 2: Ela costuma devolver boa parte do recuo obtido na onda 1 (normalmente 62%). A grande característica da onda 2 é a surpresa, uma vez que o topo desta onda permanece abaixo do topo da onda 1, quebrando assim a expectativa da continuidade da alta.

Onda 3: Ainda tomados pela surpresa da resistência apresentada pelo topo da onda 2, os investidores passam a ficar pessimistas quanto aos fundamentos e passam decididamente a operar na venda, forçando uma rápida queda de preços. Todos os fundamentos parecem ficar negativos e forte baixa é verificada. Esta onda costuma ser a mais longa e dinâmica nos mercados à vista.

Onda 4: Esta onda surge como uma correção da onda 3 que a precedeu. Normalmente as ondas 4 alternam-se em grau de complexidade com as ondas 2. Se a onda 2 foi simples, a 4 é complexa, e vice-versa. Corrigem normalmente 38% da onda 3 anterior e normalmente se apresentam de forma lateral, muitas vezes se apresentando em forma de triângulo.

Onda 5: Tendo finalizado a onda corretiva 4, inicia-se nova arrancada onde os preços atingem níveis mínimos e começam a surgir as divergências entre os indicadores técnicos e gráfico de preços. O pânico dominante no mercado se transforma em manchetes nos jornais e revistas afastando novos investidores profissionais. Neste cenário alguns investidores mais ágeis iniciam processo compra, entrando lentamente no mercado. Começam a surgir os primeiros sinais de força no mercado.

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Elliott

Hummmm... agora eu entendi, Onda 5. Eu não consigo mesmo me achar nessas contagens.

Fui lá no TiB, ver como andam as coisas e do que se trata. O Bob é craque em Elliott... eu só fico tentando acompanhar o swell. Maxwell, Maicosuel (sic)... e tome onda na cabeça. Estou igual ao Sardinha, soletrando o alfabeto.

Para mim seria o final da onda B, mas se tanta gente mais experimentada faz uma leitura diferente...

O Abaco ainda coloca a onda 5 como de continuidade da alta. Esse estudo é controverso demais, eu quero saber a hora de vender para valer. Por enquanto vou só zerando os ganhos na compra, e levando alguma coisa no curtinho. Nunca vi um long tão short... rs

Abs ^v^

 

Murphy
imagem de Murphy
Posts: 585
Joined: 2009-02-26
User is offline
Re: Re: Re: Elliott

É sim.

Eu cansei de fazer na mão...

Tenho dos SW que fazem as contagens para mim e eu ainda tenho que escolher, pois me fornecem várias alternativas de contagem.

Optei por isso, pois se os aplicativos estão programados dentro dos parâmetros classicos ou modernos e no final vou ter qu escolher mesmo , então não perco meu tempo...

Mas como sempre, é só mais uma ferramenta ...

Dei uma olhada no BRSM e postaram uma contagem do shadoweagle que está idêntica a minha, sendo que para mim é mais um acessório....

E como ele é especialista e faz na mão ....dá pra ficar bem alerta pra essa suposta ONDA 5  de queda.

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: Re: Elliott

Eu também recebi um email do Yo com esses parâmetros. Segundo ele quem fez foi o irmão do Longwave.

É camarada, na queda até 30k eu acreditava... que ali fez um fundo, eu também vi. E o rompimento do caixote foi além das minhas expectativas. Mesmo naquela projeção da "pipa" eu não coloquei muita fé. Felizmente ainda deu para brincar sem insisitir em contrariar. Agora é a hora... espetou acima de 52, mas não foi aos 53... não foi por causa da gripe, dos bancos estressados nem será pela CPI da Petrobras. O mercado continua sendo um só, vamos ver qual motivo vão arranjar.

Acho que até o VENDE - aquele lendário amigo personagem dos fóruns - andou comentando lá no meu blog...

Os CDBs estão prontos para servir de margem. Mudem a poupança ou não! ;-)

 

Murphy
imagem de Murphy
Posts: 585
Joined: 2009-02-26
User is offline
Re: Re: Re: Re: Re: Elliott
Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: Re: Re: Re: Elliott

Eheheh... mandou muito bem!

Sobre a contagem de ondas, achei esses rabiscos que eu fiz antes do Natal (21/12/08) no gráfico do Banco com o Ibovespa dolarizado. Agora eu quero saber onde está e quando começa a onda B???

Vcs vêm com essa contagem de 1,2,3,4,5, para cima e para baixo, eu fico perdido...

 

Murphy
imagem de Murphy
Posts: 585
Joined: 2009-02-26
User is offline
Saideira

Vc. que manja de mar........

No seu gráfico, vc. está em alto mar , com aquelas ondas enormes ....

Existem outras contagens que são filhotes ou fractais dessas ondas que surgem com a aproximação da costa ....

Até chegar e praia e daí as marolinhas (nossos dts, hehe...)

Fui........

a2fon
imagem de a2fon
Posts: 1148
Joined: 2008-06-03
User is offline
Re: Re: Re: Re: Re: Re: Re: Elliott

ESSE AÍ EU GOSTCHO!!!!

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: ELLIOTT Waves

Eu posso ter feito tudo errado, e é bom que alguém conteste. Fiz mesmo "no olho", sem me ater à relação entre as ondas. Mas tem um tutorial no aprendizado que fala sobre a teoria. Editando um trecho:

 


 

Segundo Elliott, a tendência do mercado é composta por ondas bem definidas, formando um padrão de 8 ondas. O movimento principal é constituído de 5 ondas que se repartem em 3 na direção dominante (1, 3 e 5) e em 2 de correção (2 e 4), na direção oposta à tendência principal. Assim uma onda completa terá 5 movimentos (1, 2, 3, 4 e 5) 


Cada uma das 3 ondas na direção principal se reparte em 5 ondas menores, e cada uma das duas de correção em 3 outras, guardando a mesma lei de formação das anteriores. 

 Cada onda de correção (abc) se reparte em 3 ondas menores, sendo 2 na direção de correção e 1 na direção oposta, corrigindo a correção.

Este é o padrão harmônico dos movimentos em ondas das oscilações de preços de ações em mercado, preconizado pela teoria de Elliott, em conformidade com os princípios e relações próprias da série de Fibonacci: 5 ondas contém 3 e 2; e 3 ondas contém 2 e 1. Mas o comportamento humano não é totalmente harmônico. Logo as correções não podem ser entendidas, apenas, como negociações nos cursos precisos de cada tendência. As correções também surgirão como forma de desdobramento dos movimentos, até aqui tomados, harmonicamente.

Os erros na identificação das ondas levam a erros de projeções. A existência de correções, extensões e desdobramentos nos movimentos dos preços são os fatores básicos que respondem por esta dificuldade.

O que nos leva a crer que se trata de uma correção (abc) e não de 3 ondas menores?

O único argumento a favor de um movimento de correção e não de ondas, é o fato de a última oscilação ter descido a um nível inferior ao ponto a. Como uma segunda correção não deve eliminar os ganhos de posições adquiridas até o final do primeiro movimento, concluímos pela não identificação das oscilações finais do gráfico, como ondas menores de um movimento secundário de alta.

Abaco
imagem de Abaco
Posts: 325
Joined: 2009-02-26
User is offline
Re: Re: ELLIOTT Waves

O AdGet faz essa contagem de ondas automáticamente. Mas, para ver como é difícil essa contagem, basta dizer que o Jayme Ghitnick considera o movimento atual, iniciado em maio de 2008, como uma onda IV. Ou seja, não seria um ABC. Faz sentido, visto que a LTA de longo prazo, examinada num gráfico semi-log (e neste caso o correto é usar semi-log) não foi rompida (apesar de ter um pequeno ruído). Sendo assim, seguindo Ghitnick, o abc seria de uma onda IV e teria pouco poder destrutivo.

"O exemplo mais dramático de uma Onda B dessas,  foi o repique de 1930 nos Estados Unidos,  após uma primeira perna de ajuste de 1929 a 1930,  dentro da baixa de 1929 a 1932: muitos proclamaram entusiasticamente a retomada da alta,  o volume esteve muito alto,  mas o pior ainda estava por vir...
Não é exatamente o que parece estar acontecendo agora,  inclusive porque esta correção está classificada até agora como uma Onda IV,  cuja personalidade é definida como sendo a base para o impulso final da parte de alta do Ciclo (uma futura Onda V);  é quando se vai notar a deterioração dos principais fundamentos de toda a alta até então,  abrindo espaço para futuras não-confirmações de topos e outros sinais de fraqueza que vão ocorrer na Onda V.     As Ondas IV assumem em geral padrões laterais, especialmente o triângulo e é bem comum que sua segunda perna de baixa (Onda C) seja menos destrutiva,  deixando o primeiro fundo (o da Onda A) como o ponto mínimo da formação."

O problema é que o Ghitnick não mantém suas posições. Já houve época que ele dizia que era uma onda V, que iria durar até o primeiro semestre de 2008 (acertou), quando então entraria o ABC.

Estamos no A,B,C ou na onda IV?

www.soroban.blogspot.com

Em Urd eu acredito !

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: ELLIOTT Waves

Pois é... isso é muito controverso. Tomara que seja mesmo a onda 4...  mas eu não apostaria nisso!

Tem também o fator da janela. Usando a mesma periodicidade (semanal), mas começando a contagem em 1994, esse seu gráfico faz sentido. Eu parti de 2002, depois da fase bear que iniciou em 2000. Mas as ondas principais 1, 3 e 5 não se dividem em 5 sub-ondas? E a 2 e 4 que quebram em 3?

Qual é certo ou errado??? Parece que a onda 3 deve ser maior do que a 1, mas isso também é questionável...

O que diz o AdGet?

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: Re: ELLIOTT Waves

Abaco, desculpe por rabiscar esse seu impoluto gráfico. Mas o que está pegando é essa LTA...

Se a crise atual for comparável, de fato, àquela de 1929/30, pode ser que esta linha de tendência não suporte a pressão. E levando em conta ciclos menores das onda (1, 2, 3, 4, 5 - A, B, C) daria para rabiscar 3 deles desde 94, com este último tendo se iniciado em 2002...

É muita conjectura... torço para que eu esteja errado. ^v^

a2fon
imagem de a2fon
Posts: 1148
Joined: 2008-06-03
User is offline
Re: Re: Re: Re: Re: ELLIOTT Waves

SHOW !!!!

BEM RACIONAL.

MAIS ALGUNS MESES E SABEREMOS...

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Elliott Waves

Além de não levar isso muito em conta, não sou especialista na contagem de ondas que não podem ser surfadas.

Mas puxei aqui um gráfico mensal do Ibovespa (na escala log) desde 2001.

Segundo meu entendimento - e devo estar errado, por isso compartilho para que me corrijam - sem icluir as fibos, uma onda poderia terminar com o rompimento da linha de tendência. Partindo deste princípio, pela minha (suposta) marcação, ainda não temos como afirmar que a onda A já se encerrou... para isso seria preciso que a LTB fosse vencida, o que ainda não ocorreu. E estaríamos apenas presenciando mais um repique.

Outra observação - que pode estar insinuando realmente o início da onda B - é o fato do índice ter sempre entrado em uma congestão anterior à "quebra" da tendência predominante. Como no final das ondas 1, 3 e 5.

Como a idéia maior aqui é debater e aprender, vou publicar o gráfico assim mesmo, sujeito a todas suas imperfeições, para que os colegas manifestem suas opiniões contrárias ou a favor...

Pedras, em forma de lição, serão sempre muito bem-vindas! ;-) 

 

lucascimino
imagem de lucascimino
Posts: 449
Joined: 2008-06-22
User is offline
Re: Elliott Waves

Grande Seagull...

Aqui vai minha humilde ajuda...

Segundo elliot a onda 3 sempre deve ser maior que a onda 1... a onda 1 sempre deve ser a menor... segundo a teoria por si mesmo a onda 3e normalmente tem 161,8% do tamanho da onda 1...podendo variar entre 150% e 200% e a onda 5 o mesmo tamanho da onda 1... ou seja... segundo a sua contagem nao é a teoria pura...

Agora estou no laptop e estou sem uma imagem que um amigo me mandou!
Em breve postaria a contagem que ele fez.. que pra mim faz bastante sentido.. e principalmente com o grafico dolarizado...
 

Abs

^^

----
Blog: www.blogdocimino.com
Msn: cimino@tradeaovivo.com

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Elliott Waves

Valeu Lucas... eu realmente não considerei as fibos para marcação das ondas. Atentei mais para as LTs.

Como os estudos de Elliott tomaram por base a sequência de Fibonacci, a razão áurea não pode mesmo ser desprezada. Fiz uma variação em cima das linhas de tendência, que na teoria pura não são tão relevantes (dado a ocorrência de ondas menores), tomando como referência apenas os pontos ao final de cada onda.

Plotei aqui o mesmo gráfico mensal, levando em conta as expansões e retracements.

A partir disso, fica mais palpável acreditarmos que o índice já entrou na onda B...

Realmente a coisa é bem mais complexa do que qualquer rabisco despretensioso pode tentar sugerir...

Abs ^v^

Bulli
imagem de Bulli
Posts: 157
Joined: 2008-05-16
User is offline
Re: Elliott Waves
 
Não sou especialista em ondas de Elliot, mas sou no Adget.

Ele faz tudo o trabalho para você e nisso Adget è especialista em ondas de Elliot.
Estou atualizando a base de dados no momento e mais tarde vou postar o Ibov diário, semanal e mensal com Adget.
 
 
[]s
Bulli
http://www.bullicastelo.com

 

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Elliott Waves

Maravilha Bulli... não precisa ser especialista, basta conhecer melhor o assunto. E traz o "sorvete" também"

Com tanta informação, restringirmos nossas análises a uma coisa apenas não faz muito sentido.

Como vc bem falou, é mais um indicador -  e ainda bastante sujeito a mudanças.

Não sendo um programa como o Adget que define os pontos no modo automatico, a contagem das ondas fica muito em função dos olhos do observador, por isso puxei uma visão de longo prazo para o IBOV. A teoria das ondas é uma só, mas sua aplicação pode variar bastante. É muita onda... Grand Supercycle, Supercycle, Cycle, Primary, Intermediate, Minor, Minute, Minuette,  Sub-Minuette... dá até para tomar um caldo nessa série.

Para quem se interessar tem um Aprendizado sobre Elliott  AQUI

Abs ^v^

 

JP oP
imagem de JP oP
Posts: 218
Joined: 2008-10-11
User is offline
Re: Re: Re: Elliott Waves

Sea, contar as ondas é sempre complicado. Mas será que com esta correção nós já estariamos completando a onda B do processo corretivo? A onda B de correção é formada por um ciclo A,B,C, e a onda C não precisa ser superior a A. O que você acha?

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: Re: Elliott Waves

Esta é a leitura mais provável... sem dúvida! O comparativo ficou perfeito!

Valeu JP... grande contribuição!!! Abs ^v^

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Re: Re: Re: Elliott Waves

E além das "sub-waves" não dá para fazer a contagem desconsiderando as fibos, como o Cimino lembrou.

Realmente aquele primeiro gráfico não faz sentido. Mas serviu para levantarmos este tema tão controverso.

Apesar de eu aplicar muito pouco esta teoria, ela existe... e como nenhum indicador deve ser desprezado a esta altura, serve como mais um parâmetro para nos situarmos neste mercado. E considerando que uma onda C estaria, então, por vir, estes suportes do Ibov dolarizado e do SPX de LP ficam mesmo seriamente ameaçados.

 

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.