Warning: Duplicate entry '4623064' for key 1 query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '<em>Function split() is deprecated</em> em <em>/home/monitori/public_html/forum/sites/all/modules/advanced_forum/advanced_forum.module</em> na linha <em>320</em>.', 2, '', 'http://www.monitorinvestimentos.com.br/forum/?q=node/199', '', '54.80.219.236', 1537850840) in /home/monitori/public_html/forum/includes/database.mysql.inc on line 172
Pairs Trading - Estratégia Neutra | Interatividade

Pairs Trading - Estratégia Neutra

: Function split() is deprecated in /home/monitori/public_html/forum/sites/all/modules/advanced_forum/advanced_forum.module on line 320.
Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Pairs Trading - Estratégia Neutra

 

Pairs Trading, ou Operação com Pares, é uma estratégia de baixo risco muito utilizada para fazer arbitragens com ações de uma mesma empresa, ou até entre empresas de um mesmo setor com fluxos de caixa semelhantes.

Simplificando, estas estratégias consisitem em operar o SPREAD entre duas ações. No caso de serem da mesma empresa, podemos arbitrar comprando e vendendo simultaneamente ações ON e PN, dependendo da diferença nas cotações entre elas.

Como exemplo, arbitrar PETR3 e PETR4, VALE3 com VALE5, ELET3 e 6, ou até mesmo GGBR e GOAU, CSNA com USIM, TMAR e TLPP, SDIA e PRGA, enfim, são muitas alternativas, onde o risco fica relativamente reduzido por estarmos apenas operando o spread (absoluto, ou relativo = dividindo o preço de uma ação pela outra). 


Monitor
imagem de Monitor
Posts: 56
Joined: 2008-01-22
User is offline
História do Pairs Trading

Breve história do Pairs Trading

Trading de Pares Estatístico (também conhecido por statistical pairs trading ) é o nome que se dá a uma técnica de especulação de curto prazo (ou uma vertente de estratégias de trading) que estudam relacionamentos matemáticos entre preços de dois ou mais instrumentos financeiros, com objetivo de encontrar oportunidades de lucro.

Originalmente surgiu nos anos 80 em meio a um grupo de quants do banco Morgan Stanley. Desde então se difundiu bastante entre investidores institucionais, hedge funds, operações proprietárias e tesourarias dos maiores bancos de investimentos do mundo.

Permaneceu em "segredo" do público por muitos anos sendo largamente utilizado exclusivamente por profissionais do mercado praticamente até o advento da Internet.

 
Pairs trading é uma estratégia pura de market neutral (não direcional - não sofre influência alguma sobre o futuro econômico, já que apenas se baseia nas relações entre preços dos instrumentos financeiros selecionados). O conceito básico por trás do Pairs Trading é extremamente simples: encontre 2 instrumentos financeiros cujos preços tenham se movido juntos historicamente (alta correlação), durante um período significativo. Quando o spread (diferença de preços) entre estes 2 ativos aumentar, compre o perdedor e venda a descoberto (short) o ganhador. Se a história se repetir, os preços irão convergir e o arbitrador fará um bom lucro.

O mais impressionante é que uma estratégia conceitualmente simples baseada em histórico de relacionamento e dinâmica entre preços, empregada com princípios contrários de investimento (convergência, reversão a média), pode ser lucrativa (porém com certa complexidade para implementação prática). Se o mercado fosse eficiente, os retornos ajustados ao risco de estratégias de pairs trading não deveriam ser positivos.

 

Colaboração de Master Chief


Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Sobre Arbitragem com Ações


A volta deste interessante tópico às postagens partiu de um simples questionamento através do email que recebi do leitor Renato V., e acabou transformando-se em um verdadeiro e longo diálogo, que publico abaixo acreditando que também pode ser útil e/ou do interesse de outros leitores do Seagull Trading:

-----------------------------------------------------------------------

Olá !!! Vc escreveu um artigo sobre arbitragens (27/06/2007) e eu há algum tempo venho pesquisando sobre o assunto mas é muito dificil alguém responder as minhas dúvidas. Gostaria de saber onde ou qual corretora possibilita fazer estas arbitragens? Tem alguma corretora que dá para fazer arbitragens com ADR´S?. Obrigado.

--------------------------------------------------------------------
Oi Renato.
Eu costumo fazer aqui mesmo com VALE 3 e 5, PETR 3 e 4, ELET 3 e 6, ou até empresas de um mesmo setor que tenham fluxos de caixa semelhantes. Tudo na Bovespa.

Para operar as ADRs vc deve pesquisar nas corretoras de lá que tenham escritorio no Brasil: Merrill Lynch, Morgan Stanley e outras do gênero. Acredito que tenha como realizar este tipo de operações por lá sim, mas eu confesso que nunca fiz.

--------------------------------------------------------------------

Olá Marcio!, desculpe por eu te fazer um monte de perguntas mas eu gostaria de saber como é o processo na prática ou seja vc compra uma ação pn e vende na forma on?; Qualquer corretora faz este tipo de operação?. Vc dá consultoria nesta área para quem deseja (no meu caso) aprender a fazer este tipo de operação?, quanto vc cobraria ( caso vc dê consultoria) para nos ajudar?. Obrigado.

--------------------------------------------------------------------


Oi Renato.
Não se preocupe em perguntar, tenho prazer em compartilhar o que estiver ao meu alcance.

Olha, as operações de arbitragens (também conhecidas como pairs trading ) não são tão complicadas quanto parecem. Muitas vezes o investidor possui em carteira um dos tipos de ação (ON ou PN) e vai alternando a sua posição em função do spread entre elas.

Exemplo: se a diferença entre a Petr3 e Petr4 está 1,2 (spread relativo) ou mesmo distam, no momento, R$13,50 em valores absolutos, ficamos acompanhando estas variações para nos beneficiarmos delas. Hora compramos a diferença, para depois desfazermos a operação e vice-e-versa.

Outra alternativa - que envolve mais riscos - seria alugar o papel a ser vendido e com o valor financeiro comprar o "par".

A maioria das corretoras oferece estas opções de investimento - considerando a disponibilidade de títulos para empréstimo (o aluguel de ações geralmente está entre 4 a 6% aa). Para isso cobra-se também uma chamada margem de cobertura para segurança do sistema - que costuma ser alta, mas o ativo comprado também pode servir como garantia.

Eu tenho conta em várias corretoras, e todas atendem às minhas necessidades.

Sobre a consultoria, talvez vc nao saiba, nós tínhamos um site que, em razão de divergências na equipe, foi desfeito. Agora estamos construindo um novo portal financeiro que logo estará acessível com várias funcionalidades e outra composição societária.

De minha parte, como Seagull, me disponho a te auxiliar dentro de minhas possibilidades, sem cobrar por isso. Por hora, não acho justo, nem quero me comprometer a dedicar mais tempo do que posso por uma obrigação profissional.

Mas estou a seu dispor para orientar no que precisar.

------------------------------------------------------------------

Olá Marcio, eu de novo (rs)... Primeiramente obrigado pela atenção e vamos nos para a dúvida :

Eu só consigo entender operações normais de compra e venda ou da PN ou da ON. Deste modo minha duvida é:

- Eu não entendi a expressão "compramos a diferença", como se compra a diferença?
- Eu vou comprar uma ação PN e vender na forma ON ou meu ganho esta relacionado a equalização dos preços das duas ações?.

Por ex : A PETR3 está cotada neste momento a 86,03 e com a PETR4 a 73,03 temos assim:

Spread Absoluto : 13,00
Spread Relativo: 17,80% Fonte : InfoMoney

Então, em uma simulação, neste caso por ex., eu compro a ação PETR4 e faço mais o que?

----------------------------------------------------------------------

Oi Renato.
A Infomoney está calculando o spread relativo em forma percentual.

Para simplificar isto: quando vc compra ou vende uma diferença significa que vc está operando a variação do spread.

Mais uma vez... pensando em termos de centavos fica mais facil, depois voltamos ao relativo:

Spread absoluto ($): naquela hora que te respondi a diferença era de R$13,50, certo?

Supondo que vc tenha invertido a operação, vendendo a mais cara e comprando a mais barata, OK? Teria recebido R$ 13.500 /k operado, correto?

Agora vc poderia desfazer a operação e o lucro seria de R$500 brutos para cada lote de 1.000 ações arbitradas!!!!

No caso do spread relativo basta dividir uma pela outra: supondo, para facilitar a leitura, petr3 (86) e petr4 (73), dividindo a mais cara pela de menor cotação teremos 1,1780821

Isto é igual a 17,80%, não é verdade?

Mas voltando ao relativo... naquela hora que calculamos o spread com a diferença de R$13,50 eu disse que o SR era 1,20, e agora passou para 1,1780 (ou 17,80%)

Dá no mesmo, mas ele sempre varia conforme a razão entre os preços. Para ficar mais claro: se uma custasse 13,50 e a outra 27,00 a diferença em centavos (valores absolutos) seria a mesma. Mas o spread relativo não. Seria 2, porque uma valeria o dobro da outra (100% a mais)! ;-)

Vai simulando aí, e se puder colocar em um grafico para acompanhar, fica ainda mais facil a visualização. Qq coisa estamos por aqui!

--------------------------------------------------------------------------

Marcio (eu de novo (rs)), eu não estou entendendo a idéia por trás, eu entendi o ganho, mas por ex. de forma bem "grotesca" eu posso compra uma PN e vender no preço de uma ON?.No caso acima como eu posso vender a de preço mais cara e comprar a mais barata se eu não possuo a ação?. Ou a arbitragem é um tipo de operação que vende e compra ao mesmo tp?. (desculpe-me mas eu não consigo entender este tipo de opeção pq eu só negocio da forma simples)

---------------------------------------------------------------------------

Oi Renato,
Cuidado para não confundir as coisas.
Vc já entendeu que uma arbitragem (operação com pares ou pairs trading) significa vc comprar uma ação e vender outra! Pode ser PN x ON, ou também duas ações de um mesmo setor. Como por exemplo CSNA x USIM.

É uma operação casada. Vc compra uma e vende a outra no mesmo instante. Se houver espaço de tempo entre as duas operações (compra e venda) vira especulação e foge do conceito de uma arbitragem.

Quanto mais semelhantes forem os fluxos de caixa das empresas menor o risco da operação. Por isso arbitrar diferentes ativos de uma mesma empresa oferecem menos risco.

Mas vamos elucubrar, como diz meu amigo Marco Aurélio, esquecendo o spread relativo. Vamos nos ater aos centavos para facilitar o entendimento:

Vc poderia arbitrar bananas com maças? sim, são frutas

Milho com Soja? também, em grãos ou farelo.

No primeiro caso vc estaria comprando bananas a 1 real o quilo, e vendendo maçãs por 2 reais cada quilo. São frutas, mas uma não tem nada a ver com a outra. Uma dá em clima tropical, a outra exige condições climáticas diferentes, por isso o risco seria maior. O preço de uma pode subir e o da outra cair.

Agora vamos supor que você vai arbitrar laranjas limas com laranjas seletas. ok?

Se uma custa 1 real e a outra 1,20, em uma variação de preços as duas tenderiam a andar para o mesmo lado, afinal são laranjas, embora de tipos diferentes, concorda? A diferença (spread absoluto) é de 0,20

Se cair o preço da laranja em 10%, o quilo da lima vai custar 0,90 e o quilo da seleta 1,08. A diferença passa a ser 0,18!!! :-)

Então quem acreditou na queda e vendeu a mais cara ganha! Quem fez o contrário, perde.

Supondo que o preço das laranjas subam (em uma hipótese) 20%. A lima passaria a 1,44 e a seleta custaria 1,20. Qual a nova diferença entre elas: 0,24 !

Com ações pode ser que um dia, a Petr3 suba 5% e a Petr4 apenas 4,8%. Mas concorda que dificilmente uma subiria 2% e a outra teria perda de 1,5%. Isto seria um absurdo e incoerente.

Portanto, arbitrar é isto.

Mas aí vc vai me dizer que não tem nenhuma laranja ! Ok.
Como vai vender a mais cara ou barata, se não tem nenhuma das duas.

É aí que entra a operação de empréstimo (aluguel de ações) cujo custo vai ser deduzido (ou somado) ao resultado final: lucro ou prejuízo.

Espero ter ajudado a esclarecer mais um pouco!

----------------------------------------------------------------------

Valeu pela didática (rs), ah então agora eu entendi a arbitragem consiste numa operação casada onde se vende e compra ao mesmo tempo (ok?). Este tipo de operação dá para se fazer diariamente?, Quais as possibilidades de rentabilidade? Como saber se uma corretora permite este tipo de operação?. (desculpe de novo por estar te incomodando). Valeu muito !, Obrigado.

-----------------------------------------------------------------------

Oi Renato,
Tentando responder suas perguntas:

Este tipo de operação dá para se fazer diariamente?

Não é para fazer todo dia e sim montar uma estratégia de C/MP.

Quais as possibilidades de rentabilidade?

Boas... variam conforme o spread entre os ativos arbitrados

Como saber se uma corretora permite este tipo de operação?

Tem que telefonar para a mesa da sua corretora e se informar se alugam papéis para vender e arbitrar. Estas operações (envolvendo empréstimo de títulos) não podem ser feitas por Home Broker

O valor da ação PN na maioria das vezes não é maior que a ON ? Então quem compra a mais barata e vende a mais cara sempre não estara em lucro ?

Não necessariamente. O dinheiro que vc recebe pela diferença de cotações pode aumentar ou diminuir. Não confunda encaixe (o que vc recebe) ou o que se paga a mais, com lucro e prejuízo. Da mesma forma vc pode vender a mais barata e comprar a mais cara pagando por isso... se o spread aumentar vc ganha = lucro. Se diminuir vc perde.

Deu para clarear um pouco mais?


--------------------------------------------------------------------

Oi Renato,
achei este diálogo tão interessante que gostaria de saber da sua parte se vc tem alguma restrição para eu editá-lo e publicar no meu blog? Não pretendo divulgar seu sobrenome, apenas ilustrar a idéia, que pode também ajudar a esclarecer uma eventual dúvida ou curiosidade de outros leitores. Aguardo seu retorno!

--------------------------------------------------------------------


Sim, com certeza, pode publicar. Renato

--------------------------------------------------------------------



PS: foi uma longa conversa espero que tenha ajudado a esclarecer as dúvidas do Renato e de quem mais tiver interesse ou curiosidade no assunto.

 

Publicado em Seagull Trading.com

Volcano
imagem de Volcano
Posts: 91
Joined: 2008-06-21
User is offline
Re: Sobre Arbitragem com Ações

Trecho de um trabalho muito bem elaborado pela Doutora Maryse Farhi , do Instituto de Economia da UNICAMP

As operações de arbitragem são compostas de duas pontas opostas seja no mesmo ativo com temporalidade diferente (cash and carry), seja em praças diferentes, envolvendo derivativos diferentes, seja ainda em ativos diversos mas com um determinado grau de correlação nos movimentos de seus preços.


Elas visam tirar proveito de distorções nas relações dos preços. Se uma das pontas é liquidada e a outra mantida em aberto, a operação passa a ser especulativa.


A arbitragem adquiriu um peso extremamente importante nos mercados de ativos financeiros e seus derivativos. É muito mais fácil realizar este tipo de operações com ativos financeiros do que com commodities já que o acesso ao mercado à vista é geralmente amplo, os preços nele praticados são transparentes e o custo de “estocagem” limita-se à taxa de juros praticada no mercado monetário para o período e às taxas de custódia cobradas pelas instituições financeiras credenciadas.


Grande parte da atenção dos operadores e dos recursos informáticos das instituições financeiras, mesmo as mais conservadoras, é consagrada às operações de arbitragem. O impacto macroeconômico da arbitragem não pode ser subestimado, já que essas operações transformaram-se num dos principais veículos de unificação internacional dos preços de ativos financeiros de mesma natureza, de seu ajustamento temporal e de correia de transmissão dos impactos sofridos num mercado para os outros.


Boissieu & Aglietta (1994) afirmam que: “Os derivativos são, por sua própria concepção, pontes entre segmentos financeiros até então imperfeitamente arbitrados. Os mercados de derivativos de  balcão multiplicam essas pontes que os mercados organizados só realizavam para produtos financeiros padronizados. Como meios de acesso à liquidez, eles apagam a especificidade dos mercados interbancários. Como instrumentos de cobertura de riscos, eles apagam a separação entre os mercados nacionais e internacionais”.


Ao fazê-lo, criam condições para que eventuais disfunções nesses segmentos de mercado possam alastrar-se rapidamente para os outros, tanto pelas próprias operações de arbitragem quanto pelo efeito “dominó” ou por liquidações apressadas num mercado para cobrir prejuízos registrados em outros.


O próprio sucesso desse tipo de operação faz com que as distorções de preços que permitem sua realização sejam cada vez mais raras e de menor magnitude, principalmente no que concerne à estrutura temporal ou espacial de preços, diminuindo as possibilidades de lucro. Para poder continuar a realizar operações de arbitragem, as instituições são cada vez mais levadas a procurar correlações diversas e “torcer” para que a concorrência delas não se dê conta. Na hora em que uma correlação é amplamente admitida, as oportunidades de arbitragem se rarefazem (por exemplo, índices de Bolsa de Valores e taxas de juros).

 

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Pairs trading

Saiu hoje uma matéria no jornal sobre Long-Short. Explica que é uma coisa simples, acessível a todos os investidores, independente do timeframe, para se proteger das oscilações, e ganhar em qualquer tendência nas bolsas. Mas enfatiza os cuidados que devem ser observados quanto aos custos. Dependendo do desconto que o operador tiver na corretagem não precisa de muita variação para perceber o ganho.

Traz até uma tabelinha com os extremos nos últimos 12 meses.

Petr3/4 - de 1,1041 a 0,7225

Vale3/5 - de 0,9187 a 0,8089

CSN/USIM -  de 1,4277 a 0,8932

Gerdau/GOAU - 0,7798 a 0,7971

Lista também ITAU/ITSA e LAME/ B2W... mas é sempre interessante acompanhar estes spreads relativos, assim como pode ser com ELET3/6 ou TLPP/TMAR além de outras arbitragens entre empresas do mesmo setor, desde que tenham fluxos de caixa semelhantes.

 

Sardinha
imagem de Sardinha
Posts: 320
Joined: 2008-06-20
User is offline
Re: Re: LONG-SHORT

LONG-SHORT
 
As chamadas estratégias de “long-short” compreendem a manutenção simultânea de ações – e/ou seus derivativos – em posições compradas e vendidas.
 
Na maioria dos casos, os administradores de carteiras long-short compram ações ou opções de algumas empresas e alugam de outras empresas para vendê-las no mercado, devolvendo quando lhes interessar. Nesse caso, mais importante do que a valorização ou desvalorização das ações é o desempenho relativo entre as posições compradas e vendidas.
 
Através da análise de valor relativo dos ativos, pode-se fazer também uma “simples troca” de posição entre pares de ativos. Fazendo trocas pode-se performar melhor do que agindo de maneira passiva e estática.
 
MODALIDADES
 
Intra-setorial: compra e venda de ações de empresas de um setor específico. É uma modalidade que tende a apresentar oscilações menores do que as demais, pois minimiza os riscos gerais, já que os impactos afetam o setor como um todo.
 
Inter-setorial: compra de ações de um setor e venda de ações de outro, certamente o conhecimento profundo dos setores e suas relações é determinante para essa modalidade.
 
Spread ON/PN: compra de ações ordinárias e venda de ações preferenciais, e vice-versa.
 
Carteira x Carteira: compra de uma carteira de ações diversas e venda de outro grupo de ações. Uma variante dessa modalidade é a utilização de uma carteira de ações compradas e a venda de contratos futuros de índices de ações.
 
Quantitativa: As decisões são influenciadas principalmente por análises estatísticas dos pares ao longo do tempo. Essas operações desconsideram qualquer análise de fundamentos, sendo puramente técnica. De sorte que podem ocorrer distorções nas estatísticas ocasionadas por mudanças cruciais nos fundamentos das empresas e setores.

efuhrer
imagem de efuhrer
Posts: 158
Joined: 2008-07-22
User is offline
Pair trade

Alguem ja fez pair trade de dolar futuro x indice futuro? Se sim, tem algum historico de sucessos e fracassos?

 

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Pair trade

Edu, realmente é isso é uma arbitragem para arrebentar... nos dois sentidos, já que os derivativos andam sempre em pontas opostas. Mas foge do conceito de pairs trading, sendo uma especulação de alto risco nos futuros.

Porque se acertar ganha nas duas, caso saia perdendo o prejuízo será dobrado.

Em teoria, as operações em pares são para combinar ativos que tenham fluxos de caixa semelhantes.

Sua ideia é factível, mas deve ser muito bem elaborada e vai exigir garantias dos dois lados, pois uma operação não cobre a margem da outra. Eu faço isto em alguma proporção na gestão do meu patrimônio em mercados à vista (dolar físico X ações) sem problemas.

Abs ^v^

 

 

 

Mineiro
imagem de Mineiro
Posts: 91
Joined: 2008-03-07
User is offline
Re: Pair trade

Eu opero somente o Indice e acompanho o Dolar tb na hora de fazer o trade.. Como eles andam em direçoes opostas o Dolar me da boas indicaçoes de entrada, mesmo isto nao sendo uma constante..

Para tiros curtos acho que vale a pena sim, apesar de dobrar a emoçao dependendo do tamanho da sua posiçao..

Mas se vc estiver sugerindo um trade mais longo, de dias talvez ... haja estomago

efuhrer
imagem de efuhrer
Posts: 158
Joined: 2008-07-22
User is offline
Re: Re: Pair trade

Obrigado pelas respostas...

Estou analisando alguns setores/ativos para tentar fazer minha primeira pair trade, e essa ideia me veio hoje durante o mercado pela manha.... Nao pensei muito nela, muito menos fiz backtest, mas vou fazer e quando tiver algum resultado posto por aqui...

Abs

Bancotario
imagem de Bancotario
Posts: 1075
Joined: 2008-01-22
User is offline
Pairs Trading - ON/PN Vale

Intradiario LOG...

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: PETR4 x VALE5

Pois é... apesar de, na maioria das vezes, as duas principais bluechips (Petr e Vale) andarem juntas, ultimamente, com o spread relativo entre elas beirando 1,3, talvez agora não fosse um mal momento para estudar uma arbitragem.

Embora a operação com pares seja mais eficiente considerando ações da mesma empresa (ONxPN) ou até papeis de um setor específico - caso possuam fluxos de caixa semelhantes - sabemos que muita gente gosta de alternar as posições da mineradora com a estatal de petróleo.

Muito burburinho envolvendo a Petrobras não é bom, mas sendo a empresa que é, com tantas perspectivas favoráveis (mesmo admitindo o óleo como uma fonte poluente e passível de substituição na matriz energética), ela fica sujeita a todos estes fatores políticos, que podem ser questionáveis, mas acaba sendo peça importante no marketing do governo, com consequenteinfluência no comportamento dos preços.

Sempre há chance de anunciarem novos(as) "poções" mágicos(as) para turbinar o caldeirão de notícias!

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.