Warning: Duplicate entry '4623064' for key 1 query: INSERT INTO watchdog (uid, type, message, severity, link, location, referer, hostname, timestamp) VALUES (0, 'php', '<em>Function split() is deprecated</em> em <em>/home/monitori/public_html/forum/sites/all/modules/advanced_forum/advanced_forum.module</em> na linha <em>320</em>.', 2, '', 'http://www.monitorinvestimentos.com.br/forum/?q=node/198', '', '54.224.111.99', 1531999012) in /home/monitori/public_html/forum/includes/database.mysql.inc on line 172
Financiamento de um Ativo - Venda Coberta | Interatividade

Financiamento de um Ativo - Venda Coberta

: Function split() is deprecated in /home/monitori/public_html/forum/sites/all/modules/advanced_forum/advanced_forum.module on line 320.
Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Financiamento de um Ativo - Venda Coberta

 

Recomendável entender antes um pouco sobre o funcionamento do mercado de opções: Leia AQUI

É uma estratégia usada por um investidor que possui um determinado ativo e quer diminuir o seu custo na carteira. Consiste em vender uma opção de compra deste ativo na mesma quantidade que possui em ações. É uma operação com potencial de lucro limitado e o investidor espera que o ativo fique acima do preço de exercício da opção que foi vendida na data de exercício para obter a taxa de financiamento no período.

 

  

 Exemplo Prático:
 
O investidor já possui (ou compra) 1000 ações de PETR4 ao preço de R$48,00
 
Vende 1000 opções de compra (call) com preço de exercício a R$50,00 por R$3,00
 
RESULTADO NO DIA DO VENCIMENTO
ATIVO VARIAÇÃO OPÇÃO TOTAL
40,00 -8.000 +3.000 -5.000
45,00 -3.000 +3.000 0
50,00 +2.000 +3.000 +5.000
55,00 +7.000 -2.000 +5.000

 


Helvetia
imagem de Helvetia
Posts: 4
Joined: 2008-06-18
User is offline
Re: Financiamento de um Ativo - Venda Coberta

É uma operação aparentemente simples mas se analisada com cuidado não parece muito boa na minha opinião por alguns aspectos peculiares.

Conforme já discutido acima, o payoff é o mesmo de venda de put. Voce venderia call? Entao pq venderia put?

Além disso, independente da estratégia que adote, um ponto importante é que esta sobreviva a eventos extremos e improváveis, pois é esse evento que quebra o trader.

O dia que hipoteticamente petrobras virar pó e vc tiver um financiamento, voce vai sofrer, pois esta operação no final das contas estará:

1 - Comprado em delta

2 - Vendido em vega

3 - Comprado em Theta (Unico ponto a favor)

Dessa forma, o lucro que voce obteve em tempos de baixa volatilidade e pequenos upsides vc poderá facilmente entregar e mais um pouco num dia de quebra de bolsa (2008?).

A falácia: Como a put é sintética, voce se conforta dizendo "Ao menos carrego o papel da petrobras que é bom e pra vida toda".

Pensamento perigoso, seu book marcado a mercado estará destruído, e é ele que importa.

A estratégia original falhou e vc agora assume que sua estratégia é idêntica a estar long no ativo. Não faz sentido.

Essa estratégia no frigir dos ovos, é uma venda de vol com delta e venda de vol não é trivial administrar.

Bons trades rapaziada.

rjdrodrig
Posts: 14
Joined: 2008-06-14
User is offline
Re: Financiamento de um Ativo - Venda Coberta

Apenas pra ilustrar, essa estratégia pode ser subdividida em duas, a saber: venda como financiamento e venda como dividendo ou remuneração extra.

A primeira é clássica e objetiva taxa de juros acima do CDI, neste caso, ser exercido é essencial pra alcançar o target e são vendidas opções no dinheiro. O risco está em alguns meses do ano que será necessário rolar pra baixo - mercado em queda - fazendo com que a remuneração pretendida não seja alcançada, ou  haja rolagem pro vencimento seguinte.

Na segunda, geralmente, o objetivo é manter a ação - não ser exercido - mas realizar ganho extra de remuneração, neste caso, são vendidas opções fora do dinheiro ...obtendo algo como 1% extra de remuneração. O risco está em momentos de alta forte que aquela opção venha a ser exercida.

 

abs

Consonni
imagem de Consonni
Posts: 4
Joined: 2008-06-09
User is offline
Re: Financiamento de um Ativo - Venda Coberta

Esta é uma operação que pode ser repetida periodicamente. O investidor lança as opções de uma série e espera até perto do vencimento. Nessa data, faz a 'rolagem' das opções, recomprando as opções que havia vendido e lançando opções da série seguinte. O objetivo do investidor é tentar acertar o preço que a ação estará na data do vencimento e lançar a opção que tenha o strike (preço de exercício) mais próximo desse valor, de forma a ter o maior retorno possível. Obviamente, isso é bastante difícil de se fazer, e acertar sempre requer bastante prática e um pouco de sorte.

No exemplo do Seagull, o investidor apostou que a ação iria estar perto dos R$50 no vencimento. Se estiver nesse valor, ou acima disso, o lucro do investidor será o máximo previsto, de 11,11% (ele receberá R$50 pela ação, pela qual ele pagou R$45 (R$48-R$3)). Se o preço da ação estiver acima de R$45, o lucro diminuirá, mas ainda será positivo - o  investidor terá protegido seu investimento. Abaixo de R$45, o investidor terá prejuízo crescente, mas reduzido em R$3, que é o prêmio recebido pelas calls vendidas. Dessa forma, podemos concluir que o lançamento de opções é uma forma de hedge (proteção), mas que não é 100% eficiente.

 

Arapa
imagem de Arapa
Posts: 25
Joined: 2008-07-04
User is offline
Lançamento Coberto de Opções

Sea,

Deixa eu dar um pitaco.....lançamento coberto, ou seja, coprado em ação e vendido (na mesma quantia ou menor) em opção, para mim pode ser entendido como "estar comprado".

Estar vendido ou comprado depende do delta resultante. Vendido ==> menor que zero e Comprado ==> maior que zero. E como o delta do ação é sempre 1 e da opção menor que 1, o lançamento a coberto sempre resulta num delta maior que zero, portanto comprado.  Correto?

Abço,

ARapa

 

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: Re: Lançamento Coberto de Opções

Perfeito Arapa!

Se quiser simplificar mais ainda, esquecendo as gregas, basta analisar sob a ótica financeira da operação.

Supondo que alguém esteja fazendo um financiamento em busca de taxa, o valor pago pelo ativo é bem maior do que o prêmio recebido com a opção lançada. Portando é uma operação em que acontece um desembolso = compra!

Mas da forma que o pessoal tenta proteger os seus ativos que já estão em carteira (apenas no caso de Petro, Vale ou TNLP), o prêmio entra no fluxo como encaixe, e, dessa forma, há quem se considere "vendido" em opção - se o objetivo é não ser exercido, com a estratégia de recomprar o derivativo mais barato ou ver o mesmo se transformar em pó.

Grande abraço ^v^

 

Volcano
imagem de Volcano
Posts: 91
Joined: 2008-06-21
User is offline
Re: Re: Financiamento de um Ativo - Venda Coberta

Enquanto estive com ações da Petrobras fazia um lançamento coberto na proporção dos meus lotes a cada nova série, até o mês de maio, quando fui exercido e me contentei com a taxa do periodo não repondo mais os ativos na carteira. Foi uma estratégia que reduziu consideravelmente meus custos e remunerou meu capital em média 200% do CDI durante vários vencimentos, sempre lançando a primeira opção que estava OTM.

Att

Domenico 

Cris
Posts: 8
Joined: 2009-03-09
User is offline
Venda Coberta de Opções

No Brasil, uma opção de compra sobre uma ação é um derivativo que confere ao seu detentor o direito (mas não a obrigação) de comprar uma ação por um preço pré-estabelecido (preço de exercício) até a data de vencimento da opção.

Venda coberta de opções de compra é o termo designado para a situação onde o lançador (vendedor) de um lote de opções de compra possui em sua carteira o correspondente lote negociado em ações que servirão para “cobrir” a eventual posição do lançador (vendedor) caso haja uma elevação do preço da ação em um valor superior ao preço de exercício.

Tal estratégia pode ser utilizada para financiar parte da compra de uma determinada ação.

Assim, por exemplo, se um investidor estivesse interessado em adquirir 1.000 ações da Vale (VALE5), em 09/06/2009, no momento da máxima do dia, então ele poderia simultaneamente comprar as 1.000 ações da VALE5 (ao preço de R$ 33,32, cada) e “financiar” parte desta compra através da venda de 1.000 opções da VALEG36 (ao preço de R$ 1,15, cada), o que resultaria num custo de R$ 32.170,00 (=R$(33,32-1,15)x1.000), ou seja, num desconto de 3,45%.

Caso a opção seja exercida, o que pode ocorrer até o dia 20/07/2009 e ocorre somente se o preço da ação negociada à vista ultrapassar os R$36,00 (preço de exercício) então o lançador obteria um ganho de 11,9%, nada mal em pouco mais de um mês!



Texto de Paulo César Coimbra (FUCAPE Business School)

Ghost
Posts: 11
Joined: 2009-04-26
User is offline
Short Put

Taí uma operação que muitos temem:

Gráfico (short put sintético) PETR4 x J98. Perda máxima ilimitada e ganho máximo limitado (e relativamente baixo).

Porém, dois pontos interessantes atualmente: volatilidade alta e região de 29,00 sugerindo um suporte. Uma queda na volatilidade favorece a operação, que oferece defesa para de queda de até -18%.  Se entrar em lucro nos primeiros dias, permite stop-móvel (intraday) sem prejuízo (*).

A simulação supõe que a operação tenha sido efetivada pelos preços médios de hoje da PETR4 e J98 (35,50 e 6,39, respectivamente). O juros efetivo embutido está em torno de 2% (28 dias corridos) e o bruto em 3% (*).

Se é bom ou não, aí é outra estória.

(*) Corretagem à parte

Marcelo P.
Posts: 115
Joined: 2008-05-22
User is offline
Re: Short Put

Ghost, sem querer ser chato (mas já sendo, hehehe), discordo quando você diz que é uma "operação que muitos temem".

Na verdade, de uns tempos pra cá, essa é a operação da moda, só que sob o nome de "venda coberta". Basta dar uma olhada nos fóruns mais focados em opções, nos livros que lançaram ultimamente...

-------

Só pra deixar claro, nada contra a operação em si. Por sinal, acho que sua abordagem foi louvável, inclusive apresentando-a como ela é.

O grande problema é que a maioria desses analistas pregam absurdos como "investimento" em opções, e usam a venda coberta (ou synthetic short put) como o grande exemplo... Como se fosse uma fórmula para se ganhar dinheiro sem risco, e isso a gente sabe que não existe...

Visitante
Posts: 4294967106
Joined: 1969-12-31
User is offline
LC

Pode ser que agora tenham "lançado" moda. Em outros tempos, quando falávamos nisso um desses aí lançava farpas: "má utilização de margem, perda ilimitada x ganho limitado" etc e tal.

Mas o objetivo aqui seria capturar uma possível queda na volatilidade. A J28 está oferecendo agora quase a mesma taxa e com mais proteção. Três parâmetros para vender call:

- VI mais alta possível;

- Delta da operação mais baixo possível;

- Taxa efetiva que compense;

Seagull
imagem de Seagull
Posts: 6031
Joined: 2008-01-22
User is offline
Re: LC

Esse é o problema Ghost,

tratam o mercado como modismo. Adotam "mantras" que viram palavras de ordem ao séquito. E a claque aplaude... Ainda bem que aqui temos liberdade para expressar nossas opiniões, ninguém é obrigado a usar trading system, Fibonacci, Black & Scholes, seguir cartilhas, fazer preço-médio, muito menos concordar comigo ou você.

Este é o maior valor agregado de um fórum livre que mal precisa de moderação. Os próprios usuários auto-regulam o funcionamento, e quando eu faço alguma intervenção é geralmente para corrigir uma ou outra letra mal digitada, rs. Com este nível de participantes é sempre uma aula, onde todos somos alunos!

Grande abraço e obrigado por estes seus gráficos e estudos caprichados de elevada qualidade!

^v^

wil123
imagem de wil123
Posts: 450
Joined: 2008-03-16
User is offline
Re: Short Put - OTM

muito legal!!!

vc usou B&S para chegar nos valores? Não tenho certeza de qual papel se refere a opção, poderia me dizer?

vc teria algo parecido para uma call da petro?

Ghost
Posts: 11
Joined: 2009-04-26
User is offline
Call - Composição do preço

Ilustração da composição do preço da PETRJ98: valor extrínseco + valor intrínseco

Abaixo do eixo-x temos o valor extrínseco (Vex, em vermelho). Acima do eixo-x temos o valor intrínseco, que pode ser decomposto na soma do valor ITM (Vitm, em marrom) e o valor RF (Vrf, em laranja).

Desconsiderando um movimento direcional no ativo, o alvo da venda de uma call é justamente capturar o Vex. Este valor é bastante sensível à volatilidade e ao "tempo de vida" da opção, tornando-se zero no vencimento.  A linha vermelha (Jvex) retrata o retorno (percentual) devido ao Vex e é um elemento importante na tomada de decisão.  É um cálculo típico em uma operação de financiamento.  É comum vermos esse cálculo ser apresentado pelo retorno bruto, que leva em conta também o Vrf. Mas a captura de Vrf não é considerada "lucro" por tratar-se do retorno obtido pela taxa livre de risco.

Em uma operação de defesa, a soma Vex + Vitm é uma medida da proteção (em reais) obtida.

Exemplo da composição de preços em 22set (*):

Vex = 0,58

Vin = Vitm + Vrf = 5,50 + 0,31 = 5,81

Call = Vex + Vin = 6,39

 

(*) Valores referem-se ao preço médio.

xyz
Posts: 27
Joined: 2008-06-05
User is offline
Re: Call - Composição do preço

Ghost, bom dia.

Gostaria de lhe fazer uma pergunta e lhe agradecer por este seu post. Ao fazermos uma VC ITM, quer dizer que esperamos, ou como prefiro dizer, a probabilidade que esperamos é da ação cair. Não é?

Na suposição de você concordar comigo, não seria melhor esperar a ação cair, para compra-la, já que a VC é sempre favorável na alta, mas não na queda?

Abraços

Ghost
Posts: 11
Joined: 2009-04-26
User is offline
Short Put - OTM

Creio que quem venda uma put OTM esteja objetivando capturar o Vex, mas mantendo um menor nível de exposição ao risco.  E isso tem seu reflexo: menor risco -> menor retorno.  Não vejo essa operação essencialmente como uma aposta direcional (veja que a faixa que determina ganho é relativamente grande), até porque, se temos alguma "convicção" sobre isso, deve existir alternativa melhor, como citou.  Ainda assim, considero uma operação que exige cautela, especialmente se aplicada para longo-prazo e em mercados voláteis.

Já para o caso de tratá-la como operação de defesa, aí a coisa torna-se bem mais complicada, pois o movimento direcional dos preços adquire contornos expressivos de importância.

Marreta
imagem de Marreta
Posts: 923
Joined: 2008-07-10
User is offline
Re: Short Put

Pra mim um mero mortal leigo no assunto, parece uma quadra poliesportiva pintada na quarta feira de cinzas....rsrsrsr. Abraco Gasparzinho

Opções de exibição de comentários

Escolha seu modo de exibição preferido e clique em "Salvar configurações" para ativar.