Aprendizados

Trading Quantiitativo

27/06/2008


Lições e reflexões "quantitativas"....


Trading quantitativo, se bem empregado, permite tirar vantagem de anomalias estatísticas em séries temporais. Essas anomalias tornam as mudanças de preço futuras um pouco diferentes de uma chance de 50%.



Toda estratégia quantitativa deve capturar comportamentos persistentes e explicáveis dos participantes do mercado. Depois de alguns anos de pesquisa, descobri que apenas um único princípio estatístico funciona consistentemente: o efeito do medo nos mercados financeiros.



Transformando-se em técnicas quantitativas, seriam elas: pullback, convergência, reversão a média e etc... Todas estas técnicas lidam com os mesmos efeitos estatísticos. É possível encontrar estes efeitos em frequência horária, diária, semanal, mensal e até mesmo anual.



Percebi que as frequencias mais interessantes (pra mim) são compreendidas entre 2 a 6 dias. Ao mesmo tempo, nenhum indicador matemático linear (os chamados indicadores técnicos clássicos) podem ser usados com sucesso na exploração destas ineficiências dos mercados.



Na minha opinião, o risco é melhor controlado através do uso de um grande número de pequenas apostas em detrimento a realização de grandes e poucas operações. Também acredito fortemente na diversificação de risco através da diversificação de estratégias, frequências temporais, mercados, e até mesmo regiões geográficas.



Como a lógica demonstra, estratégias que produzem resultados bons em longos períodos de amostragem certamente serão mais robustas do que estratégias que demonstrem lucros interessantes em certos periodos isolados, mas que necessitem de constante otimização. Otimizar sempre é enganar-se constantemente....Testar estratégias em bases de dados sintéticas derivadas de séries temporais reais pode ser uma excelente ferramenta para evolução e melhoria constante. Tentar prever os preços do futuro com ciência em muitos casos pode não ser tão eficiente, porém tentar prever retornos de um sistema (análise de comportamento, análise de processo e etc).. usando o estado da arte em tecnologia pode ser um grande diferencial para um gestor. Esteja aberto a novas tecnologias e evoluções...



A lógica do ser humano é incompatível com lucros na hora de especular. Nunca desvie de sua estratégia, por maior que seja a "tentação". Use sua intuição e imaginação para criar novas estratégias e novas idéias de trading, mas nas as use na hora de operar ou gerenciar risco.



A combinação de vários indices/métricas de performance (retorno, drawdown, sharpe ratio, sortino ratio, probabilidades, volatilidade, esperança matemática e etc..) são sempre melhores do que apenas um sozinho.



Stops nem sempre são boas formas de se fechar uma posição perdedora. Ao contrário do que se diz ou se lê, eles pioram muito qualquer estratégia na grande maioria dos casos.



Soma zero obedece a Teoria dos Jogos. Por este motivo esqueça qualquer técnica de domínio público (inclusive análise técnica): você precisa se diferenciar da massa pra tentar conseguir auferir algum lucro. Mercados emergentes são sempre mais ineficientes (e mais arriscados) do que mercados bem desenvolvidos (já que nos mercados desenvolvidos tem-se muito mais competidores, maior volume financeiro e uma vasta variedade de estratégias que se utilizam de muita tecnologia de ponta na corrida por lucros...).



Seja autêntico: produza sua própria pesquisa filosofias e convicções...



Não tenha pré-conceitos a cerca de nenhuma estratégia, filosofia operacional, técnica ou etc.. (você pode deixar de descobrir ou aprender muita coisa por causa disto). Também não confie em nenhum guru, livro ou artigo (como este meu). Seja cético. Teste matematicamente qualquer efeito, anomalia, idéia, antes de usar na prática...geralmente a maioria das novas idéias são inúteis no mundo real...



Olhe pra frente, evolua....Se você não fizer será engolido pelo mercado!

 

Por Master Chief

http://statisticaltrading.blogspot.com/ 





Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).