Aprendizados

Mercado a Termo

26/04/2008


Assim como um aumento nas posições de ações alugadas (empréstimo de títulos) pode ser visto como um indicativo de iminente enfraquecimento da tendência - pelo fato dos investidores alugarem os papéis basicamente com a finalidade de vendê-los no mercado, analogamente, uma súbita alta no volume de operações a termo pode indicar que o mercado está prestes a ir para cima!


Estas operações funcionam como um forte instrumento de alavancagem. Para cada lote que um determinado capital poderia comprar no mercado à vista, este mesmo valor pode ser aplicado 5x (cinco vezes) mais.


As regras do termo são facilmente encontradas em qualquer tutorial sobre o assunto, disponível na internet. Mas, em síntese, elas são celebradas entre compradores e proprietários da ação por um prazo determinado, pagando-se apenas 20% do valor atual de mercado acrescido de uma taxa de juros pré-definida (a serem quitados ao final do contrato). Esta operação pode ser encerrada com antecedência (termo flexível) conforme expressa pela vontade do comprador.


Segue uma breve introdução:


O que é uma Operação a Termo?

É a compra ou a venda de uma determinada quantidade de ações, a um preço fixado (preço comprado efetivamente no mercado + taxa), para liquidação em prazo determinado, a contar da data da operação em pregão, resultando em um contrato entre as partes.



O Mercado a Termo da Bovespa

O prazo do contrato a Termo é de 30, 60 ou 90 dias corridos. Os papéis que podem ser comprados a Termo são papéis que fazem parte do IBOVESPA e que tenham um deságio não maior que 20%.




Os Preços no Mercado a Termo


O preço a termo de uma ação resulta da adição, ao valor cotado no mercado a vista, de uma parcela correspondente aos juros - que são fixados livremente em mercado, em função do prazo do contrato.


Garantias

Toda transação a termo requer um depósito de garantia na sociedade corretora, e desta na CBLC. Qualquer corretora pode pedir a seus clientes garantias adicionais àquelas exigidas pela CBLC. Essas garantias são prestadas em duas formas: cobertura ou margem.


Cobertura - um vendedor a termo que possua carteira própria pode colocá-la como garantia na CBLC, considerando o deságio de cada papel.


Margem - o valor da margem inicial é calculada baseada em três parâmetros.


a. FIXO: 20% do financeiro a ser pago no vencimento do contrato


b. VARIÁVEL: Diferencial entre o preço a vista e o preço a termo do papel vezes a quantidade do papel comprada a termo. Caso o preço do papel ultrapasse o preço do Termo, essa parte variável da margem passa a ser nula.


c. Montante que represente a diferença entre o preço a vista e o menor preço a vista possível no pregão seguinte (estimado com base na volatilidade histórica do título). A CBLC avalia a volatilidade e a liquidez das ações e as condições gerais das empresas emissoras, classificando os papéis em diferentes intervalos de margem. Como regra geral, papéis com maior liquidez e menor volatilidade enquadram-se nos menor intervalos de margem. Periodicamente, há uma reavaliação dos indicadores da ação e da empresa, o que pode significar sua realocação em um intervalo de margem mais adequado à sua nova situação de mercado.


Margem Adicional - sempre que ocorrer redução no valor de garantia do contrato, decorrente de oscilação na cotação dos títulos depositados como margem e/ou dos títulos-objeto da negociação, será necessário o reforço da garantia inicial, que poderá ser efetuado mediante o depósito de dinheiro ou demais ativos autorizados pela corretora.




Direitos e Proventos

Os direitos e proventos distribuídos às ações-objeto do contrato a termo pertencem ao comprador e serão recebidos, juntamente com as ações-objeto, na data da liquidação ou segundo normas específicas da CBLC.




A Liquidação do Contrato

A liquidação de uma operação a termo, no vencimento do contrato ou antecipadamente, se assim o comprador o desejar, implica a entrega dos títulos pelo vendedor e o pagamento do preço estipulado no contrato pelo comprador. A venda do papel comprado a termo só poderá ser feita em d+4 (quatro dias úteis após a contratação do termo) devido à necessidade de se esperar a liquidação da compra do termo. A rolagem de um contrato a termo deverá ser feita 3 dias antes da data de vencimento do mesmo. Essa liquidação é realizada na CBLC sob sua garantia, fiscalização e controle, o que assegura o cumprimento dos compromissos, de acordo com o que as partes envolvidas estipularam em pregão.


Para saber mais acesse diretamente o site da Bovespa





Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).