Aprendizados

O Ouro

13/05/2008


 

O Ouro, conhecido ativo utilizado por investidores conservadores, é extremamente afetado pelo mercado externo, especificamente com o nível de confiança na economia Norte-americana.

 

A commodity subiu bastante até março deste ano, também devido à expectativa de depreciação do dólar e queda da dívida, tendo funcionado para muitos, mais como proteção contra oscilações, do que como investimento especificamente. Por aqui nas terras Brazucas, o preço do ouro é calculado em função da variação do dólar e da variação do preço do metal no mercado internacional.

 

Portanto, é preciso ter cuidado ao investir nesse mercado, já que além da cotação do dólar, a variação do ativo será decisiva no rendimento da sua aplicação. A maneira mais utilizada de aplicação são as operações nos mercados futuros da BM&F, não comprando diretamente o ouro físico, mas sim, contratos que serão registrados.

 

Ao depositar o dinheiro correspondente na bolsa, você recebe uma notificação de que possui um certificado de ouro, que ficará depositado (sob custódia deles) e se assim desejar, depois você pode até retirar o ativo. Outro atrativo é que, assim como o dólar, ele é aceito e negociado em praticamente todo o mundo. Hoje a BMF disponibiliza os seguintes tipos de contrato:


.Contrato Disponível Padrão de Ouro de 250 Gramas;


.Contrato Disponível Fracionário de Ouro de 10 Gramas;


.Contrato Disponível Fracionário de Ouro de 0,225 Gramas;


.Contrato Futuro de Ouro 250 Gramas;


.Contrato de Opções de Compra sobre Disponível Padrão de Ouro;


.Contrato de Opções de Venda sobre Disponível Padrão de Ouro;


.Contrato a Termo de Ouro.

 

Maiores informações podem ser adquiridas diretamente no site da BMF (http://www.bmf.com.br), ou diretamente com o seu corretor.

 

Muitos consideram um tipo de aplicação segura, pois, em períodos de crise, os investidores buscam a proteção comprando o metal. Só que, assim como ele sobe, caso diminuam as desconfianças perante o Mercado pode sofrer reversões rapidamente.

 

A vantagem do ouro é que ainda hoje ele serve como reserva de valor, porque em épocas de crise econômica o metal costuma valorizar-se. O Ativo também pode ser adquirido em épocas de inflação alta ou de crises econômicas duradouras, como uma forma de “hedgear” seu capital.

 





Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).