Aprendizados

E o que vem a ser o tal do Risco Brasil ?

01/05/2008


A tradução ao "pé da letra" de Emerging Markets Bond Index EMBI é Índice de Títulos da Dívida de Mercados Emergentes, criado pelo conglomerado JPMorgan em 1992 e serviu como base para o EMBI+ (EMBI Plus) e o EMBI Global.

 

 

 

A partir de 31 de maio de 2002, o EMBI passou a representar 11 países: Argentina, Brasil, Bulgária, Equador, México, Nigéria, Panamá, Peru, Polônia, Rússia e Venezuela.A avaliação de um risco-país envolve não apenas um julgamento da disposição de seu governo quanto a pagar seus compromissos, como outros fatores que possam também causar perdas. Concretamente, risco-soberano e risco-país estão freqüentemente correlacionados no caso de economias emergentes, já que o governo cumpre papel central nos dois casos.

 

 

 

Mas vale ressalvar que o risco-país inclui, por exemplo, a probabilidade de situações de inconversibilidade cambial ou de estabelecimento de restrições a transferências ao exterior pelo governo.O EMBI+ representa o retorno médio diário de títulos de dívida atrelados ao dolar Americano e inclui três tipos de títulos: bradies, empréstimos e eurobônus. Desde 31 de maio de 2002, o índice cobre os títulos emitidos por 21 países, dos quais os Latino-americanos representam cerca de 60% do indicador.

 

 

 

A seleção dos países, tem como critério os ratings (notas, avaliações) de crédito: um país precisa ter nota BBB+ Baa1 ou inferior para ser incluído no índice. No que tange aos títulos escolhidos, é necessário fazer parte de uma emissão mínima de US$ 500 milhões e ser negociado internacionalmente (como por exemplo, por meio da Euroclear).Atualmente, os países da América Latina cobertos pelo índice são: Argentina, Brasil, Colômbia, México, Panamá, Peru, Equador e Venezuela e os não latinos são: Bulgária, Egito, Malásia, Marrocos, Catar, África do Sul, Coréia do Sul, Turquia, Ucrânia, Polônia, Rússia, Nigéria e Filipinas.Os títulos da dívida que compõem o EMBI+ são selecionados com base em um rígido critério de liquidez. A partir de 31 de maio de 2002, o EMBI+ passou a ser composto por 93 títulos. Os retornos do EMBI+ estão disponíveis desde 31 de dezembro de 1993.

 

 

 

O EMBI Global é calculado da mesma forma que o EMBI+, mas segue um critério de inclusão de países, diferente dos do EMBI+.O EMBI Global inclui os países classificados como de renda média ou baixa pelo Banco Mundial. O critério para inclusão de títulos no EMBI Global não é tão rígido quanto no EMBI+, já que o EMBI Global leva em consideração preços registrados em transações ainda que os títulos a ela associados sejam de pouca liquidez.A partir de 31 de maio de 2002, o EMBI Global passou a cobrir os seguintes países: Argélia, Argentina, Brasil, Bulgária, Chile, China, Colômbia, Côte D'Ivoire, Croácia, República Dominicana, Equador, Egito, El Salvador, Hungria, Líbano, Malásia, México, Marrocos, Nigéria, Paquistão, Panamá, Peru, Filipinas, Polônia, Rússia, África do Sul, Coréia do Sul, Tailândia, Tunísia, Turquia, Ucrânia, Uruguai e Venezuela.

 

 

 

O Embi Global, também é calculado desde 31 de dezembro de 1993.A principal diferença entre EMBI+ e EMBI Global é o critério de inclusão dos países e dos títulos da dívida. O EMBI+ segue um critério de liquidez mais rígido que o EMBI Global.O JPMorgan também é responsável pelo calculo do Emerging Markets Bond Index Global Constrained, Euro Emerging Markets Bond Index Global, Euro Emerging Markets Bond Index Global Constrained, Emerging Markets Local Markets Index Plus (ELMI+) e Latin Eurobond Index (LEBI).Os EMBI são índices compostos de retornos auferidos a partir de uma carteira de títulos selecionados e provêm da média ponderada dos retornos de cada título selecionados vis-à-vis sua participação no mercado.

 

 

 

A metodologia de cálculo tem três passos:

 

a) Calcula-se o retorno diário total de cada título de dívida individualmente.

 

b) Para cada tipo de dívida (títulos Brady, eurobônus e empréstimos), calcula-se a média ponderada dos retornos diários de cada título, selecionados de acordo com sua participação no mercado

 

c) Calcula-se a média ponderada dos retornos diários do conjunto dos três tipos de títulos (Brady, eurobônus e empréstimos).

 

 

 

Todos os outros índices do JPMORGAN mencionados acima usam o mesmo método de cálculo (exceto o ELMI+). As variações são referentes apenas aos valores e tipos de títulos cobertos pelos índices.O EMBI+ foi desenvolvido para criar um parâmetro no mercado que reflita com precisão e objetividade os retornos obtidos com a variação de preços e de rendimento com juros de uma carteira passiva títulos da dívida de mercados emergentes.

 

 

 

Para compor o EMBI+, um país precisa obter rating BBB+/Baa1 ou inferior, de acordo com nota exigida para dívida externa de mercados emergentes pelas agências de classificação de risco Standard & Poor's e Moody's; fazer parte de uma emissão mínima de US$ 500 milhões e ser negociado internacionalmente, como por exemplo, por meio da Euroclear.Quando um país recebe um rating A-/A3 ou superior das agências, é eliminado do índice no último dia de negócios do mês corrente.

 

 

 

Um título eliminado do índice não pode fazer parte de sua composição novamente nos 12 meses seguintes. Um título só pode ser acrescentado ao índice se estiver a um mínimo de dois anos e meio do vencimento na data em que estiver sendo qualificado para compor o índice.A metodologia aplicada a todos os países que compõem o EMBI é a mesma do índice composto.

 

 

Desde 31 de maio de 2002, são considerados para base de calculo os seguintes títulos da República Federativa do Brasil: Global 04, 05, 06, 07, 08, 09, 12, 20, 24, 27, 30, 40, C-Bonds, DCB (Discount Bonds -Z), Flirb, NMB (New Money Bonds - 1994), Pars-Z e EIB (Elegible Interest Bonds).

 

 

 

Há pelo menos duas grandes dificuldades no uso dos preços de mercado de ativos como fiéis indicadores de risco-país. O primeiro é um inevitável viés introduzido pelo veículo da pesquisa de valoração, ou seja, o fato de que a oferta e a demanda dos ativos refletem vários fatores.

 

 

 

Podem flutuar, por exemplo, em decorrência de mudanças na aversão aos riscos de seus detentores, sem que as resultantes alterações de preço de mercado espelhem melhoras ou pioras nos riscos percebidos. Este problema é mais agudo quando se trata de ativos mais líquidos e cuja transação obedece freqüentemente a vários objetivos.O JPMorgan publica uma série de números referentes ao EMBI.

 

 

 

Os números mais usados são:

 

1. spread soberano (por exemplo: diferencial de retorno em relação a um título de prazo equivalente emitido pelo Tesouro dos EUA)

 

2. retorno ajustado pelo prazoEsses números também refletem o movimento de preços dos títulos incluídos no índice.

 

 

 

O índice acaba levando em consideração também a probabilidade de os países não pagarem suas dívidas de acordo com a visão de investidores do próprio mercado.O índice é calculado e divulgado diariamente. O encerramento oficial é divulgado no fim do dia, horário de Nova York.

 

 

Durante o dia, estão disponíveis os valores em tempo real. Sua composição é reavaliada mensalmente e o rebalanceamento acontece no fim de cada mês.A divulgação é feita pelas agências norte-americanas Bloomberg e Reuters e são consideradas a Fonte Primária de publicação do índice, sendo que os cálculos são feitos por um grupo de economistas responsáveis pelo EMBI em Nova York.

 

Os investidores usam o índice como um parâmetro de avaliação (benchmark) independente e também usam o índice para fazer recomendações de investimento. Por exemplo, pode-se recomendar a compra de títulos da dívida de determinado país, de acordo com o movimento registrado pelo índice, e a venda de títulos em outro país, ainda tendo como base o comportamento do índice, usando uma metodologia objetiva e transparente, baseada em preços diários de mercado.

 

O JPMorganChase&Co. (NYSE: JPM, www.jpmorganchase.com) é uma das principais empresas de serviços financeiros globais com mais de US$ 700 bilhões em ativos e operações em mais de 50 países. Relacionando-se com 99% das empresas listadas na Fortune 1000, o grupo é líder em Investment Banking, Asset Management, Private Equity, serviços de varejo, Private Banking, E-Finance, custódia e Cash Management.

 

Com sede em Nova York, a JPMorganChase&Co. atende 30 milhões de clientes de varejo - sob a bandeira Chase - e as mais expressivas empresas, clientes institucionais e governos sob a bandeira JPMorgan.

 





Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).