Aprendizados

19 regras operacionais para se tornar um Vencedor - I

27/04/2008


 


Operadores bem-sucedidos são aqueles que não apenas conhecem os mecanismos do mercado mas também têm um plano de ação e o seguem religiosamente. Desde que operar no mercado é basicamente um processo de trabalhar com probabilidades e aumentar suas chances, qualquer um que participe do mercado deve fazer um esforço consciente para estabelecer algum tipo de estrutura que lhe permita administrar suas emoções. Se você reconhece que tem um problema antes de abrir uma posição ou assumir compromissos de longo prazo você estará em melhor posição para aproveitar debates potenciais.

 

As regras aqui descritas não são as únicas, mas geralmente são consideradas como as mais importantes. Assume-se que você, neste estágio, já tem algum conhecimento rudimentar do funcionamento do mercado e também um método para tomar decisões operacionais.


Seu método pode ser de qualquer tipo, técnico, fundamentalista, etc. O veículo não é importante desde que ele tenha sido testado, bem como se sinta confortável com ele. Todas as religiões tentam nos levar essencialmente ao mesmo lugar (i.e., a descoberta da verdade), mas seus caminhos são diferentes. Assim também são os métodos e os mercados.

 

Todas as abordagens têm o lucro como objetivo, mas cada indivíduo tem de escolher seu próprio caminho. Não vale a pena utilizar um método praticado por um trader proeminente ou por uma publicação sobre o mercado (newsletter, revista, etc.) se você não se sente totalmente confortável com ele, porque quando as coisas tornam-se difíceis, como certamente ficam, é mais provável que o abandone.

 

Também, se você tem sorte o bastante de adotar um estilo operacional ou uma abordagem com a qual sinta-se completamente à vontade, as chances são boas de que encontrará motivação para trabalhar mais duro ainda.

 

Selecionar uma metodologia normalmente não é difícil; executá-la é.

 

Administrar suas emoções é precisamente para o que servem as metodologias. Vamos a elas!

 

 

1. Quando em Dúvida, Fique Fora

 


Quando operando os mercados, é importante ter certo nível de confiança no que está fazendo. Muita confiança o leva a não dar importância e a operar em demasia o que não é bem-vindo. Por outro lado, se você abre uma posição com pouco ou nenhum entusiasmo você está se colocando numa posição de um perfeito idiota quando alguma coisa ruim acontece.

 

Se houver a menor dúvida na sua mente sobre iniciar uma operação, então você não deveria iniciá-la, porque não terá a firmeza emocional para permanecer nela quando as coisas começarem a sair erradas. Por exemplo, se estiver na dúvida, tenderá a concentrar-se sobre qualquer fato negativo inesperado.

 

Na medida em que os preços caírem, você ficará mais e mais desencorajado. Conseqüentemente, quando os preços chegarem num suporte ou numa zona de compra, você estará mais disposto a vender do que a comprar.

 

Alternativamente, você pode entrar numa posição baseado numa pesquisa sólida e confiante, mas não de um modo excessivamente entusiasmado. Mais adiante, surgem novas evidências que lhe deixam menos otimista do que antes. No curto prazo, algumas dúvidas sobre a lógica inicial para entrar na operação começam a formigar na sua mente.

 

Não importa se o preço está acima ou abaixo do inicial. O fato importante é que agora começa a duvidar da sua lógica original. Sob tais circunstâncias só existe um caminho lógico a seguir - sair fora. Você já não tem a firmeza que veio da forte convicção.

 

Isto significa que provavelmente você cairá fora ao primeiro sinal de problema. É importante lembrar-se que a principal razão de estar no mercado é para ganhar dinheiro. Se as chances disto acontecer diminuíram, você tem poucas justificativas para manter a posição. Além do mais, esta não é sua última chance operacional; sempre haverá outra oportunidade estrada abaixo.

 

 

2. Nunca Opere ou Invista Baseado na Esperança

 


Ela se delineia como uma regra operacional, desde que muitos de nós nos agarramos a posições perdedoras bem mesmo depois que a lógica racional para tê-la iniciado já desapareceu há muito.

 

A única razão para não vender é esperança, e o mercado normalmente recompensa a esperança com prejuízos. Quando se encontrar nesta situação, venda prontamente.

 

 

3. Opere sobre Seu Próprio Julgamento ou então Assuma Inteiramente o Julgamento de Terceiros

 


Já foi dito anteriormente, que se você não começa uma operação com confiança total, provavelmente se assustará ao primeiro sinal de problema. Se você se encontrar confiando no seu corretor ou amigos para dicas e conselhos, as chances são de que não tenha considerado cuidadosamente todas as ramificações. Isto significa que não terá a força emocional para se comprometer totalmente com a operação se as coisas começarem a dar errado.

 

É muito melhor considerar todos os argumentos, tanto altistas quanto baixistas, antes de assumir um compromisso. Deste modo, você estará numa boa posição para julgar se o último preço é o resultado de uma mudança global ou se é meramente parte do fluxo e refluxo normal de qualquer mercado.

 


Corretores, amigos, e outros que você respeita podem ser úteis em abastecê-lo com idéias, mas você é o único que deverá tomar a decisão final. Isto significa balancear os prós e os contras, ouvindo essas opiniões antes de considerar cuidadosamente sua própria conclusão. Afinal de contas, se as coisas vão mal, você é o único que perde dinheiro, não os seus amigos.

 


4. Compre Baixo (dentro da Fraqueza), Venda Alto (dentro da Força)

 


Todo mundo sabe que se comprar baixo e vender alto estará apto a ganhar dinheiro. Isto não é tão fácil quanto parece, pois, de outro modo, não estaria lendo este livro. A idéia que estou querendo passar aqui é alguma coisa um pouco diferente; pode ser mais bem expressa como ”Compre na fraqueza, venda na força.” Quando os preços sobem, assim também a confiança.

 

Por outro lado, preços que caem progressivamente, atraem um número cada vez maior de preocupação. A razão é que preços ascendentes normalmente vêm acompanhados de notícias positivas, fazendo-nos sentir mais confortáveis. Tendemos a passar por cima dos nossos medos nestas horas e, portanto, assumir mais riscos.

 

 

5. Não Opere Demais

 


Muitos traders sentem necessidade de operar o tempo todo. As razões variam. Alguns desejam excitação. Outros, como uma muleta para apoiar suas esperanças. Se você está fora do mercado, não vê a hora de voltar, pois sente que o lucro está escorrendo pelos seus dedos.

 

Quando tudo na sua vida resulta em desapontamento, a operação ou investimento serve como alguma coisa sobre a qual coloca suas esperanças. Nestas situações, o trader ou investidor está usando o mercado para compensar suas frustrações.

 

Para outros, a motivação de estar constantemente no mercado é nada menos do que pura ganância. Em todos estes casos, as motivações são inconsistentes; então não surpreende que os resultados também sejam.

 

 

6. Após uma Campanha Bem Sucedida e Lucrativa, Tire umas Férias das Operações

 


Muitos traders acham que acumular lucro é relativamente fácil; a parte difícil é mantê-los. Eu tenho certeza de que, se a maioria dos traders lhe mostrar um gráfico da sua performance, ele se parecerá com um oscilador, porque falham em reconhecer quando sua sorte e habilidade atingiram seu pico. No curto, eles não sabem quando sair da mesa.

 

 

7. Faça Periodicamente um Inventário Mental para Ver Como Você Está Indo

 


Algumas vezes ficamos tão absorvidos com nossas operações e investimentos que ficamos sem noção para aonde estamos indo.

 

Portanto, torna-se necessário, de tempos em tempos, refletir sobre para onde estamos sendo levados e ter certeza de que estamos fazendo a coisa certa. Como parte deste processo, você poderia questionar-se sobre algumas perguntas do tipo:

 

Estou capacitado a assumir os riscos a que estou me expondo?


Estou especulando ou investindo inteligentemente ou estou jogando?


Estou seguindo o sistema certo?


Estou tentando lutar contra a tendência predominante?


Estou muito perto do mercado?


Estou operando demais?

 

Existem muitas outras perguntas que se poderia se fazer, incluindo as outras regras aqui incluídas. Este pequeno e simples exercício o ajudará a dirigir sua atenção para qualquer erro que possa estar cometendo ou regras que possam estar sendo quebradas.

 

Adicionalmente, servirá para reforçar as regras na sua mente, de modo que elas tenham maior chance de eventualmente se tornarem um bom hábito.

 

 

8. Analise seus erros constantemente

 


Quando somos bem-sucedidos, tendemos a pensar que este processo veio do trabalho duro ou do bom julgamento. Raramente atribuímos à chance ou à sorte de estarmos no lugar certo na hora certa.

 

Por outro lado, quando as coisas vão contra nós, responsabilizamos a falta de sorte ou algum outro bode expiatório conveniente. É claro, deveríamos estar questionando primeiro o nosso próprio julgamento porque é a fonte mais provável de qualquer erro que possa ter sido cometido.

 

É somente quando cometemos um erro que começamos a tomar responsabilidade por nossas próprias ações e aprender destes erros.

 

Você pode ler livros sobre a psicologia dos mercados, mas somente quando sentir a dor da perda do dinheiro e atribuí-la ao seu erro você estará preparado para tentar não repeti-lo novamente.. Este processo de autocrítica tem de ser contínuo.

 

Após um breve período, as chances são de que você irá apoiar-se neste falso sentido de segurança, na medida em que os lucros começam a retornar. Neste tipo de situação, a maioria das pessoas retornará ao seu antigo processo.

 

O maior benefício de analisar suas transgressões é que suas falhas aparecem e freqüentemente são o seu melhor professor; isto lhe traz de volta à realidade de que, se você tivesse seguido as regras religiosamente, não estaria neste apuro.

 

Que curso mais natural do que segui-lo na próxima vez? Muitos erros aparecem das deficiências emocionais - o medo de estar errado ou o de sentir-se um tolo no momento de encarar seu corretor ou outra pessoa com o prejuízo.

 


Isto também é verdade para os administradores profissionais que não apenas têm de trabalhar com os caprichos do mercado e com suas próprias emoções e com as dos clientes também. Esta última batalha - o medo de perder o cliente - freqüentemente é a mais devastadora de todas.

 

O primeiro passo é encarar esses medos, reconhecer que são uma força destrutiva, e tomar algumas medidas para corrigi-los.

 

 

9. Não Vá com Muita Fome ao Pote


Em qualquer investimento ou situação operacional, haverá sempre a tentação de assumir uma posição antes que a metodologia que está usando tenha todas as suas condições preenchidas. Entusiasmo substitui a prudência. Isto é uma prática pobre porque significa que não estamos realmente seguindo o método e decidimos que sabemos mais.

 


Raramente este tipo de política remunera. Depois de tudo, porque ter o trabalho de pesquisar uma metodologia ou abordagem e estabelecer regras, se você não está preparado para segui-las?

 

Quando tentado a fazer isto, foi porque se convenceu de que esta é uma situação excepcional e que justifica agir imediatamente. O problema é que estas situações “excepcionais” continuarão ocorrendo até se tornarem uma experiência diária. Com efeito, a disciplina foi totalmente abandonada.

 

 

10. Não Tente Capturar Cada Virada do Mercado

 


No nosso desejo natural de perfeccionistas do mercado, é bastante compreensível que sintamos necessidade de capturar cada virada. Infortunadamente, a tarefa é inatingível. Se nos encontrarmos tentando adivinhar cada oscilação e virada no movimento do preço, não apenas seremos levados à frustração, mas também perderemos totalmente qualquer senso de perspectiva.

 

...continua...





Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).