Aprendizados

Trava de Baixa - Reversão com Opções

28/08/2009


 Recomendável entender antes um pouco sobre o funcionamento do mercado de opções: Leia AQUI

 

Para executar este tipo de estratégia, combinando opções com diferentes preços de exercício (strikes) é preciso entender um pouco sobre como funcionam estes derivativos, além do conceito de opções ITM (in the money = dentro do dinheiro), ATM (at the money = no dinheiro) e OTM (out of the money = fora  do dinheiro). 

 

Supondo que uma ação (ativo-objeto da opção) esteja cotada a R$45,00, suas opções com preço de exercício abaixo de R$45,00 serão ITM. Uma opção com strike de R$50,00 estaria, neste caso, OTM. O prazo de expiração e o prêmio da opção (preço pago para ter o direito de exercê-la até o dia do vencimento) também devem ser levados em conta. 

 

A trava de baixa com opções – também chamada de reversão - é uma estratégia eficiente para  lucrar nos períodos de queda no mercado. É uma interessante alternativa, com custos acessíveis (pouca chamada de margem) em função do risco de perda ser limitado.

 

 

Exemplo de uma TRAVA de BAIXA:

Vende       -  PETR46 (-1000)
Compra    + PETR48 (+1000)

 
Vende-se o direito de alguém (o tomador) exercer no dia do vencimento a compra de 1.000 ações da Petrobras a R$ 46,00 e compra-se (de um lançador) o direito de adquirir 1.000 ações da Petrobras a R$ 48,00.

 

O saldo da operação é sempre positivo por haver ENCAIXE, onde recebe-se um valor financeiro na montagem como CRÉDITO (devido ao valor da VENDA ser maior que da COMPRA). A finalidade da estratégia é ganhar na queda.

 

 

QTDE

AÇÃO

STRIKE

PRÊMIO

OPER

FINANCEIRO

- 1.000

PETR4

46,00

2,30

V

- 2.300,00

+1.000

PETR4

48,00

1,00

C

+1.000,00

 

 

SPREAD

1,30

SALDO

- 1.300,00

 

 

MARGEM

2,00

RISCO

+   700,00

 

No exemplo, considerando o lote de 1.000 opções travado, recebe-se R$1.300,00 que são creditados na conta da corretora. Este será o lucro máximo da operação. Em contra-partida o prejuízo também estará limitado a R$700,00, uma vez que a diferença entre os srikes é de 2 reais = valor da operação.

 

O gráfico abaixo mostra as possibilidades de preço da ação no dia do vencimento e o resultado final da operação:

 

 

Traduzindo o gráfico: se na data do vencimento o ativo estiver abaixo de R$46,00 o ganho é máximo (R$1.300,00), porque a operação vai valer ZERO, e o lançador fica com o prêmio do encaixe. Em R$48,00 ou acima ela vai valer R$2,00, e a perda será de R$700,00 para este lote de 1.000 opções travadas. O ponto de empate será em R$47,30, onde não há ganho nem perda.  

 

A vantagem dessa estratégia é que ela permite operar na VENDA com um risco previamente conhecido. Deve-se, no entanto, sempre atentar para a relação "risco x retorno" ao abrir a operação. 

 

Com a trava de baixa sendo montada, por exemplo, a 1 real, a relação é de 1:1. Ou seja, pode-se no máximo ganhar ou perder R$1,00. O interessante desta operação é montá-la quando a trava estiver de ATM para OTM, e o spread saindo acima de R$1,20 - para o ganho ser potencialmente maior do que o risco máximo. Sempre considerando a expectativa da tendência estar favorável, pois, sendo uma estratégia de baixa, ela depende do movimento direcional para ser bem sucedida.

 

Vale ressaltar também que uma trava de baixa não precisa ser necessariamente levada até o exercício, e pode ser zerada a qualquer momento.

 





Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).