Aprendizados

AT: Padrões Gráficos

12/02/2009


Também chamados de formações gráficas, estas podem ser de continuação ou reversão.

 

Padrões de continuação:

 

TRIÂNGULOS - Triângulos são classificados como padrões de continuação de tendência, eles se formam quando a flutuação dos preços começa a atingir amplitudes cada vez menores conforme o tempo passa. Existem três tipos básicos de triângulos: ascendentes, descendentes e simétricos.

 

No começo de sua formação o triângulo está em seu ponto mais largo, á medida que o tempo passa os preços passam a oscilar entre duas linhas: a inferior de suporte e a superior de resistência. Não existe verdade absoluta, mas a tendência é a continuação do movimento atual após o rompimento, em especial no que se refere a triângulos ascendentes e descendentes.

 

Triângulo Ascendente:

 

 

O triângulo ascendente possui o lado superior horizontal e o inferior como uma linha ascendente. O rompimento normalmente indica a continuação da tendência. Uma das técnicas para utilizar o triângulo ascendente como instrumento de operação é aguardar pelo rompimento da linha horizontal com alto volume, nessa situação os analistas esperam por uma alta de pelo menos a altura do lado mais largo do triângulo.

 

Triângulo Descendente:

 

 

O triângulo descendente é o inverso, tende a ser um sinal de queda. A linha horizontal fica na parte inferior enquanto que uma linha de tendência inclinada para baixo se forma. Como no caso ascendente, espera-se que os preços percorram uma distância equivalente ao tamanho do lado mais largo da formação.

 

Triângulo Simétrico:

 

 

 

No triângulo simétrico os preços máximos e mínimos das flutuações atingem amplitudes cada vez menores. É uma formação típica de indecisão e a sua tendência está mais relacionada com a continuação da tendência corrente do que com reversão.

 

Outras Características dos Triângulos

 

Durante a formação do padrão os triângulos, geralmente, apresentam diminuição constante do volume, havendo um aumento significativo apenas na região de corte (rompimento), o que é um sinal bastante importante.

 

No que diz respeito a duração do padrão, em um nível diário, o triângulo demora algo em torno de 3 ou 4 semanas para se formar e raramente mais do que 90 dias. Entretanto, sempre é bom ressaltar que essa é uma expectativa e não a ação que o mercado vai efetivamente tomar.

 

O triângulo é um padrão de continuação de tendência, mas é importante lembrar que não necessariamente um triângulo simétrico ou ascendente vai romper para cima e um descendente para baixo. O rompimento pode ser para qualquer direção, o mais importante é saber se posicionar de acordo com o movimento posterior.

 

 

Retângulo:

 

 

O Retângulo é uma figura de indefinição de tendência, que pode ser também chamada de caixote ou BOX. As cotações tendem a oscilar entre uma máxima e mínima dentro de uma amplitude constante. Dependendo de sua altura, costuma ocorrer em situações onde o ativo apresenta baixa volatilidade e o seu rompimento pode se dar para qualquer lado.

 

 

BANDEIRAS e FLÂMULAS - Bandeiras e flâmulas são padrões muito úteis de continuação de tendência. Elas possuem características semelhantes:

 

· Um movimento mais forte e objetivo inicial;

· A correção do movimento;

· Uma retomada do movimento na direção original.

 

 

São formações, em geral, de curta duração (1 a 3 semanas) que surgem com mais freqüência em fases de subidas ou de quedas mais bruscas. O volume durante a formação tende a se reduzir, aumentando novamente no ponto de corte.

 

BANDEIRA

 

FLÂMULA

 

A diferença fundamental entre uma bandeira e uma flâmula é o formato do padrão corretivo da formação.

 

Padrões de Reversão

 

OCO (OMBRO-CABEÇA-OMBRO)

 

O padrão lembra, de fato, os ombros e cabeça de uma pessoa. O mercado forma um primeiro topo (ombro) e retorna a linha base que será chamada de linha de pescoço. Desse ponto, uma alta acontece superando o topo anterior e formando a cabeça, até esse momento o mercado sugere a continuação da alta. Os preços, a partir da cabeça, retornam uma vez mais até a linha de pescoço e voltam a subir, dando origem ao segundo ombro com tamanho muito semelhante ao primeiro. Está formado o OCO.

 

 

O volume costuma decrescer conforme o padrão vai sendo construído, elevando-se rapidamente no corte da linha de pescoço.

 

 

TOPOS e FUNDOS DUPLOS ou TRIPLOS

 

Topos Duplos

 

 

Topos duplos sinalizam o final de um mercado de alta. Eles são formados quando os preços sobem até atingir um determinado nível, geralmente, com volume aumentando durante o percurso e ao atingir esse nível começam um processo de retração com o volume diminuindo. Após a retração, uma nova alta inicia-se até voltar ao nível de preços atingido anteriormente ou bem próximo disso. O volume nesta segunda "viagem" poderá, inclusive, ser menor do que o volume gerado na formação do primeiro topo.

 

Fundos Duplos

 

 

Os fundos duplos possuem as mesmas características que os topos duplos, claro que trata-se do inverso, ou seja, um padrão que indica reversão para uma tendência de alta.

 

São válidos os mesmos conceitos em relação ao nível-alvo dos preços após a formação e o tempo de duração. Conforme os fundos vão se formando existe, normalmente, um aumento de volume associado, diminuindo na reação de volta até a linha base.

 

Negociando com Topos e Fundos Duplos

 

Os topos duplos sinalizam venda, enquanto que os fundos indicam compras. Fatores que aumentam a confiabilidade do padrão ainda é o fato de os topos/fundos serem formados em zonas de resistências/suportes importantes. Como recomendado em outros capítulos deste tutorial, sempre que utilizamos técnicas de análise gráfica em conjunto podemos aumentar muito o sucesso de nossas estratégias de investimentos.

 

Topos e Fundos Triplos

 

 

 

Todos os conceitos são válidos para topos e fundos triplos, a única diferença é que existe um topo ou fundo a mais do que nos casos estudados.

 

GAPS

 

 

Os gaps são espaços deixados no gráfico de barras onde não ocorreu qualquer negócio.

 


Fontes: Usa Market Trader, Nelogica, Grafbolsa







Confira também o nosso FAQ (Questões mais Frequentes).